Município de Portimão solidário com o povo ucraniano e preparado para acolher quem chega

Acolhimento humanitário de emergência a famílias, recolha de alimentos, integração de crianças e adultos

Perante o cenário de guerra e tragédia humanitária que se vive na Ucrânia o Município de Portimão tem em marcha uma missão de solidariedade e acolhimento para com o povo ucraniano, numa união de esforços entre várias entidades e instituições do município, a colaboração de voluntários e o envolvimento da população que desde a primeira hora tem vindo a demonstrar o seu espírito solidário.

 “Portimão apoia a Ucrânia” é a equipa de trabalho que está desde já no terreno, constituída por responsáveis da autarquia, juntas de freguesia, representantes de entidades regionais, instituições particulares de solidariedade social e religiosas e demais membros da Rede de Emergência Social, bem como pela comunidade ucraniana através da CAPELA- Centro de Apoio á População de Leste e Amigos ,em articulação com o Alto Comissariado para as Migrações e com a Secretaria de Estado da Integração e Migrações.

Criada para assegurar a articulação de necessidades e ativação de todos os meios para o melhor acolhimento e integração dos deslocados da Ucrânia que por estes dias chegam a Portimão, esta equipa garante apoio a diferentes níveis desde apoio documental, acolhimento de emergência, alimentação e vestuário, cuidados de saúde, identificação de oportunidades de trabalho, integração das crianças em estabelecimentos de ensino do município e atividades de ocupação dos tempos livres.

CLAIM Portimão é porta de entrada para acolher quem chega

A Câmara Municipal de Portimão está a assegurar toda a informação e apoio no processo de acolhimento e integração de migrantes ucranianos através do CLAIM – Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes que se assume como uma porta de entrada para acolher e integrar os deslocados ucranianos em Portimão.

Com atendimento presencial de segunda a sexta-feira das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00 ou através de contacto telefónico 282 470 783 ou email claim.portimao@cm-portimao.pt, é feito o diagnóstico das necessidades mais urgentes e facultada informação e apoio em diversas áreas aos cidadãos deslocados, bem como assegurada a sua legalização através do procedimento simplificado em vigor, em articulação com o SEF- Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Recolha de bens essenciais com destino à Ucrânia, até ao próximo domingo

Nestes últimos dias, no quartel de Bombeiros de Portimão tem vindo a ser concentrada uma recolha de bem essenciais de apoio ao povo ucraniano que, graças à generosidade e solidariedade da população portimonense já reuniu 30 paletes que estão prontas para seguirem até à fronteira da Ucrânia na próxima segunda-feira.

Até às 18h00 deste domingo, 13 de março, será ainda possível receber os seguintes bens: vestuário quente; mantas e cobertores; medicamentos para criança e adulto: paracetamol, xarope para a tosse; compressas; Betadine; enlatados; cereais; papas (bebé); leite em pó; bolachas; toalhitas; fraldas; produtos de higiene pessoal; escovas e pentes para criança e adulto.

Este será a primeiro grande ação de transporte organizada pela autarquia com destino ao povo ucraniano, sendo que em função do evoluir da situação poderá ser tornado público um novo pedido de recolha de donativos para reforço desta ajuda.

Acolhimento de emergência e especial atenção às crianças

A rede de emergência social está a funcionar em toda a linha, e de forma concertada por forma a garantir um acolhimento de emergência às famílias ucranianas que chegam a Portimão e dar apoio a nível de alojamento e bens essenciais para o dia a dia destas famílias.

Até ao momento Portimão recebeu 266 cidadãos ucranianos com registo efetuado pelo SEF, na sua esmagadora maioria mulheres e crianças, sendo que nesta primeira fase de acolhimento de emergência, o Município de Portimão disponibilizou de forma imediata quartos numa unidade de alojamento e ultimou uma outra unidade de alojamento local, que se encontrava desocupada e com capacidade para 100 camas para acolher famílias ucranianas que cheguem ao concelho nos próximos tempos.

Os jovens e crianças em idade escolar estão em processo de integração nas escolas do município, usufruindo do apoio das equipas de intervenção social e que no seio escolar poderão contar com o acolhimento especial de crianças ucranianas atualmente a residir em Portimão que assumiram o importante papel de “tutores” de quem agora chega como deslocado, como já o fizeram noutros momentos.

Está desde já a ser prestado todo o apoio educativo, alimentar e psicossocial às famílias e crianças deslocadas, sendo que estas últimas em idade escolar estão a ser preparadas para frequentar os estabelecimentos escolares, acompanhados pelas equipas de intervenção social da autarquia, estando ainda previsto o acolhimento especial de crianças ucranianas atualmente a residir em Portimão que assumirão o importante papel de “tutores” de quem agora chega como deslocado.

Por outro lado, a associação A Capela, em estreita colaboração com a autarquia e Junta de Freguesia de Portimão encontra-se a preparar um espaço de acolhimento para as crianças mais pequenas para ocupação dos seus tempos livres e para apoio às mães, com diversas atividades lúdicas e recreativas previstas, bem como aulas de aprendizagem da língua portuguesa.

Sublinha-se que visando alargar o número de respostas possíveis ao nível de alojamento disponível no Concelho, e pretendendo perceber a disponibilidade de famílias de acolhimento, o município prepara-se para lançar na próxima semana, um questionário dirigido a quem tiver interesse e meios para acolher voluntária e gratuitamente famílias ucranianas nas suas habitações.

Por fim, faz-se notar que esta ampla missão de apoio humanitário em curso em Portimão  resulta de um trabalho em rede feita em articulação com o Conselho Local de Ação Social de Portimão e uma generosa rede de voluntários.

PUBLICIDADE