Unidade Local de Saúde do Algarve recebe 177 médicos internos e 4 Residentes Farmacêuticos

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Algarve iniciou o ano de 2024 com a receção aos 177 internos que escolheram as unidades de saúde algarvias para efetuarem o seu internato médico na Formação Geral e de Especialidade, internato de Medicina Geral e Familiar e 4 Residentes Farmacêuticos.

Na cerimónia de boas-vindas, que decorreu no dia 3 de janeiro no Centro Cultural de Lagos, o presidente do Conselho de Administração da ULS Algarve, João Ferreira, deixou uma mensagem aos novos profissionais onde salientou a importância do internato médico para a região, desejando que no final “todos possam ficar connosco”.

José Almeida, diretor clínico para a área Hospitalar da ULS Algarve, referiu a “verdadeira restruturação da prestação dos cuidados de saúde do SNS” iniciada há dois dias, que deu origem à ULS Algarve. “Vivemos um tempo de mudança na saúde, que vai exigir de todos nós um profundo envolvimento pessoal e profissional de forma convergente e sustentada”, apelou aos internos.

Também Rubina Correia, diretora clínica para área dos Cuidados de Saúde Primários da ULS Algarve, desejou aos novos internos e residentes “que mantenham o foco em entregar os melhores cuidados, naquilo que são as melhores evidências científicas, atribuindo-lhes a dedicação e correção de modo a ter cuidados de saúde eficientes”.

Desejo partilhado por Maria Mora, responsável da Comissão Regional do Internato Médico da Medicina Geral e Familiar, que desafiou os novos internos a serem “participativos, ativos e proativos”.

Já Paulo Morgado, presidente da Administração Regional de Saúde do Algarve, referiu a importância do médico escutar os doentes e de como isso pode fazer toda a diferença, apelando aos internos que “tenham tempo para os doentes”.

Hugo Pereira, presidente da Câmara de Lagos, cidade anfitriã desta receção, voltou a mencionar a necessidade de construir o novo hospital central, que traga mais dignidade à prestação de cuidados de saúde no Algarve, desejando a todos os internos e residentes que se “apaixonem pela região e fiquem por cá”.

Um momento importante para a formação médica que foi partilhado pelos representantes da Direção do Internato Médico, Ana Paula Silva, Nuno Vieira e Ana Paula Fidalgo, do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Algarve, nas pessoas da enfermeira diretora Mariana Santos, do diretor clínico para a área Hospitalar, José Almeida, e da diretora clínica para a área dos Cuidados de Saúde Primários, Rubina Correia. Estiveram ainda presentes a diretora dos Serviços Farmacêuticos da ULS Algarve, Brigitte Viegas, e as coordenadoras das unidades de Faro e Portimão, Carmen Parreira e Paula Campos, respetivamente.

No âmbito da Formação Especializada, e numa aposta consistente na idoneidade formativa das várias especialidades os médicos internos foram colocados nas unidades de Faro e Portimão, nas seguintes especialidades: Anestesiologia (2), Cardiologia (1), Cirurgia Geral (2), Cirurgia Pediátrica (1), Doenças Infeciosas (1), Gastrenterologia (2), Ginecologia/Obstetrícia (4), Imunoalergologia (1), Medicina Física e Reabilitação (5), Medicina Intensiva (2), Medicina Interna (3), Nefrologia (1), Neurologia (2), Neurorradiologia (1), Oncologia Médica (1), Patologia Clínica (1), Pediatria (2), Pneumologia (2), Psiquiatria (3), Radiologia (3), Saúde Pública (1), Urologia (1).

No que respeita à Formação Geral, por forma a aprofundar os seus conhecimentos em diversos contextos clínicos, os internos vão desenvolver a sua formação, de forma tutelada, em diferentes especialidades e serviços nas unidades hospitalares de Faro e Portimão (112) e ainda nos Centros de Saúde da região (23).

Já a área da Farmácia Hospitalar da Unidade Local de Saúde do Algarve recebeu 4 novos residentes farmacêuticos que vão cumprir o seu programa de formação nas unidades algarvias.

Os novos internos tiveram ainda oportunidade de assistir à transmissão via «streaming» da cerimónia oficial de receção aos novos médicos internos – formação geral e formação especializada – e aos farmacêuticos que iniciam formação em Residência Farmacêutica, promovida pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), onde estiveram presentes o Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, o representante da Direção Executiva do SNS, Francisco Goiana, e os Bastonários das Ordens dos Médicos e dos Farmacêuticos.