Tribunal ordena prisão preventiva para homem detido por agentes da PSP de Portimão, após assalto a uma grande superfície comercial nesta cidade, seguida de fuga e violentas agressões a dois populares

O indivíduo, de 33 anos de idade, fugiu, mas foi perseguido por funcionários da superfície comercial assaltada. “No decurso desta perseguição, dois cidadãos que se aperceberam da situação, tentaram impedir a fuga do suspeito, tendo sido agredidos com violência”, referiu o Comando Distrital de Faro da PSP em comunicado.

José Manuel Oliveira

Um homem, de 33 anos de idade, foi detido, na terça-feira, 16 de Janeiro de 2024, por agentes da Esquadra de Investigação Criminal de Portimão da Polícia de Segurança Pública (PSP), na sequência um “furto cometido,” no domingo, dia 14, “numa grande superfície comercial” desta cidade.

“Logo após o furto, colocou-se em fuga, tendo sido perseguido por funcionários da superfície comercial. No decurso desta perseguição, dois cidadãos que se aperceberam da situação, tentaram impedir a fuga do suspeito, tendo sido agredidos com violência e, dessa forma, o suspeito conseguiu concretizar a sua fuga”, descreveu, em comunicado, divulgado na quarta-feira, 17 de Janeiro de 2024, o Comando Distrital de Faro da PSP.

E acrescentou: “Imediatamente após o conhecimento policial desta situação, foram desenvolvidas diversas diligências de investigação, resultando na identificação e localização deste suspeito, culminando com a sua detenção, no decurso do dia de ontem” [16 de Janeiro de 2024].

Jovem, de 24 anos, “não possuía habilitação legal para conduzir” e, numa operação de fiscalização rodoviária, agentes da PSP também “constataram um forte odor a produtos estupefacientes, proveniente do interior do veículo, tendo sido localizadas e apreendidas cerca de 380 doses individuais de haxixe”

Já noutra situação, um jovem, de 24 anos de idade, foi detido por agentes da Esquadra de Trânsito de Portimão da PSP, “no âmbito de uma operação policial de fiscalização (…) rodoviária”. “Os polícias intervenientes verificaram que não possuía habilitação legal para conduzir e, para além disso, constataram um forte odor a produtos estupefacientes proveniente do interior do veículo, o que determinou a execução de uma busca ao veículo, tendo sido localizadas e apreendidas cerca de 380 doses individuais de haxixe”, segundo o comunicado. Em ambos os casos, não foram adiantados mais pormenores.

“Prisão preventiva ao suspeito da prática de roubo” em grande superfície comercial na cidade de Portimão, anunciou a polícia

Entretanto, de acordo com a informação divulgada na quinta-feira, dia 18 de Janeiro de 2024, pelo Comando Distrital de Faro da PSP, “foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva ao suspeito da prática do crime de roubo”. Ou seja, ao homem, de 33 anos de idade, que assaltou uma grande superfície comercial na cidade de Portimão, após o que, como já referido, se colocou em fuga, tendo sido perseguido por funcionários daquela unidade.

No decurso desta perseguição, recorde-se, dois cidadãos, que se aperceberam da situação, tentaram impedir a fuga do ladrão, mas acabaram por ser agredidos com violência. Este conjunto de situações terá contribuído para o juiz de instrução criminal, que analisou o processo, determinar a prisão preventiva para o homem, nomeadamente devido a risco de alarme social e continuação da atividade criminosa.