Tribunal de Portimão aplica prisão preventiva para três homens, detidos por militares da GNR, no concelho de Albufeira, onde roubaram 4.000 euros, nove telemóveis, três relógios, dois fios de ouro, peças de vestuário e bolsas

Com idades entre os 22 e os 25 anos, foram apanhados após uma investigação da GNR durante uma semana.

José Manuel Oliveira

Três jovens, com idades compreendidas entre os 22 e os 25 anos, foram detidos, na passada segunda-feira, dia 20 de Maio, por militares do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Albufeira da Guarda Nacional Republicana (GNR), após vários roubos neste concelho.

Depois dos assaltos, ficavam instalados em unidades hoteleiras, deslocando-se em viaturas alugadas entre Portugal e Espanha

“No âmbito de uma investigação por roubos, que decorria há uma semana, os militares da Guarda realizaram diligências de investigação que permitiram apurar que os suspeitos cometiam os roubos e ficavam instalados em hotéis, deslocando-se em veículos alugados entre Portugal e Espanha”, referiu, em comunicado, o Comando Territorial de Faro da GNR.

Mandado de busca possibilitou apreender artigos roubados

Na sequência das diligências efectuadas, acrescentou, “os militares deram cumprimento a um mandado de busca, tendo sido possível apreender os seguintes artigos:

• 4 000 euros em numerário;

• Nove telemóveis;

• Três relógios;

• Dois fios de ouro;

• Diversas peças de vestuário.”

Na foto divulgada pela GNR, é possível ver-se, ainda, duas bolsas.

Após terem sido presentes, na quinta-feira, 23 de Maio, no Tribunal Judicial de Portimão, os três jovens ficaram em prisão preventiva, a aguardar julgamento, como medida de coacção mais gravosa aplicada.