Tribunal de Loulé ordena prisão preventiva para homem detido por militares da GNR após assalto a estabelecimento comercial neste concelho, de onde levou mais de oito mil euros e 140 chaves

Dois maços de tabaco, um telemóvel, um terminal de pagamento automático e uma mochila, entre outros artigos, estavam também na posse do ladrão, quando foi localizado pelas autoridades.

José Manuel Oliveira

Um homem, de 30 anos de idade, foi detido, através de uma acção desenvolvida por militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Almancil, com o apoio de colegas de Loulé, após furtar diversos bens num estabelecimento comercial neste concelho, no passado sábado, 10 de Fevereiro de 2024.

Arrombamento permitiu ao indivíduo concretizar o furto

Em comunicado divulgado na quarta-feira, dia 14, o Comando Territorial de Faro daquela força de segurança informou que, após ter recebido uma denúncia a alertar para o assalto e no seguimento da acção, os militares levaram a efeito diligências no local, as quais permitiram apurar que o suspeito, através de arrombamento, introduziu-se no interior desse estabelecimento, acabando por conseguir localizar o indivíduo ainda na posse dos bens furtados. “Foram recuperados diversos artigos, destacando-se:

• 8 576 euros em numerário;

• 140 chaves;

• Dois maços de tabaco;

• Um terminal de pagamento automático;

• Um telemóvel;

• Uma mochila”, revela o documento.

Assaltante já conta com antecedentes criminais por “diversos tipos de ilícitos”

“O homem, com antecedentes criminais por diversos tipos de ilícitos, foi presente ao Tribunal Judicial de Loulé, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva”, ou seja a mais gravosa, enquanto aguarda julgamento, acrescenta a GNR.

Mais Artigos