Salários, horários e transportes na acção de contacto da CDU com trabalhadores do Mar Shopping

No âmbito da pré-campanha para as eleições legislativas do próximo dia 30 de Janeiro, vários candidatos e activistas da CDU participaram nesta manhã, dia 4 de Janeiro, numa acção de contacto com os trabalhadores do Mar Shopping Algarve.

No centro das preocupações colocadas pelos trabalhadores que foram transmitidas à CDU esteve a situação dos baixos salários. A maioria dos trabalhadores do Mar shopping tem como referência o salário mínimo nacional sendo que muitos destes recebem valores bastante inferiores uma vez que estão a tempo parcial. Os problemas da precariedade, com a instabilidade que esta representa na vida de cada um, tal como a desregulação dos horários de trabalho, assim como a falta de transportes públicos, colocam sérias dificuldades à organização da vida pessoal de centenas de trabalhadores.

Sublinhar que, seja no Mar Shopping, seja noutros locais da grande distribuição, ao mesmo tempo que imperam os baixos salários e o ataque aos direitos, assiste-se à acumulação de elevados lucros e à distribuição de chorudos dividendos pelos grupos económicos que aí intervêm.

A CDU, designadamente pela voz de Catarina Marques que participou nesta acção, reafirmou o compromisso de defender o aumento geral dos salários, incluindo do salário mínimo nacional para 850€ em 2023 (800€ em 2022), o combate à desregulação de horários e a aplicação do princípio de que a um posto de trabalho permanente deve corresponder um contracto efectivo de trabalho. A ausência de transportes públicos, problema que atinge particularmente a região, foi também abordado pela CDU que exige o reforço da oferta de transportes enquanto serviço público.