Projeto do Núcleo Museológico Casa Manuel Teixeira Gomes é apresentado no 164º aniversário do mais ilustre portimonense

A Casa Manuel Teixeira Gomes vai acolher no dia 27 de maio a apresentação pública do projeto arquitetónico relativo ao Núcleo Museológico Casa Manuel Teixeira Gomes, no âmbito do 164º aniversário de nascimento do escritor e estadista que dá nome ao futuro equipamento cultural.

A cerimónia, marcada para as 18h00, contará com a presença do arquiteto Marco Rodrigues e integra as comemorações do centenário da elevação de Portimão a cidade, constando da programação do evento um apontamento musical a cargo do Cklavi Trio e a inauguração da exposição “Teixeira Gomes – Portimão nos Alvores do Século XX”, composta por cinco painéis que ficarão patentes numa das paredes da Rua José Libânio Gomes.

Para a concretização do futuro núcleo museológico, o Município de Portimão adquiriu recentemente um edifício, localizado entre a Rua Júdice Biker e o Largo do Dique, duplicando desta forma a atual área da Casa Manuel Teixeira Gomes.

Quando o núcleo museológico abrir portas, será possível expor parte do acervo do distinto portimonense, bem como realizar conferências, concertos e outras sessões de divulgação da sua vida e obra, ficando na dependência da Divisão de Museus e Património do Município de Portimão.

As imagens reunidas na pequena mostra “Portimão nos Alvores do Século XX” apresentam aspetos marcantes da gradual evolução verificada durante este período na terra natal de Manuel Teixeira Gomes, que em poucas décadas passou de vila rural a cidade industrializada.

Quanto ao Cklavi Trio, composto por Sérgio Leite (piano), José Gomes (violino) e Inês Nunes (clarinete), combina a virtuosidade individual dos seus intérpretes com a paixão pelo repertório camerístico, de que resultam interpretações que transportam o público para uma viagem através de diferentes sonoridades e emoções.