Portimão volta a convidar as famílias para viverem um dia pré-histórico em Alcalar

A data de 11 de maio vai ser assinalada de forma muito especial nos Monumentos Megalíticos de Alcalar, com a realização da recriação “Um Dia na Pré-História”, popular evento sobretudo dirigido às famílias com crianças e promovido pelo Município de Portimão, através do seu museu, que este ano comemora 16 anos ao serviço da memória e identidade da comunidade local.

Ao longo desta recriação, que decorre das 10h00 às 18h00 e tem entrada livre, os participantes desfrutarão de uma experiência divertida e memorável, conhecendo o quotidiano das populações pré-históricas que há cerca de cinco mil anos habitavam a região.

A arqueologia experimental volta a marcar a oferta desta iniciativa, com um conjunto de propostas que permitirão ao visitante participar e assistir à preparação dos alimentos até à sua confeção, fazendo igualmente parte da ementa o berbigão, a ameijoa e o peixe, que os mais curiosos poderão provar.

Sem fósforos nem facas, a equipa – especializada neste tipo de experimentação – vai fazer o fogo e preparar os alimentos como acontecia há cinco mil anos, utilizando instrumentos de pedra.

Será possível conhecer o fabrico de ferramentas, os processos de talhe, a preparação e cozedura de alimentos, a confeção de cerveja pré-histórica, como se faziam os instrumentos agrícolas e adornos, de que modo eram transportados os grandes monolíticos, como era a moagem e, ao nível de novidades, de que forma funcionava a oficina de gravura com base nos padrões gráficos das placas de xisto.

O dia também será animado pela presença dos alunos que frequentam o curso de teatro da Escola da Bemposta, que recriarão cenas do quotidiano daqueles tempos milenares.

Toda esta diversificada recriação, que se realiza desde 2006, contará com a colaboração das Juntas de Freguesia de Portimão, Alvor e Mexilhoeira Grande, do Grupo de Amigos do Museu de Portimão, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e do Agrupamento de Escolas da Bemposta, proporcionando um conjunto de experiências fundamentadas pelos estudos já realizados sobre o território alcalarense e os trabalhos desenvolvidos por parte de investigadores das universidades de Estugarda e Córdoba e pelo Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.

16 anos reabilitando o património local

A recriação histórica do próximo dia 11 de maio integra o conjunto de iniciativas promovidas pelo Museu de Portimão para assinalar o seu 16º aniversário e abertas ao público, cujo programa inclui o lançamento do livro “Instantâneos do Passado”, de António Marreiros, em sessão agendada para as 18h00 de 17 de maio no auditório.

Esta atividade integra a programação comemorativa do centenário da cidade de Portimão e deverá contar com a presença do autor, que, através da poesia, da fotografia e da pintura, tem registado o quotidiano da Mexilhoeira Grande, vila onde nasceu em janeiro de 1932.

No dia de aniversário, 17 de maio, o Museu de Portimão partilhará, cerca das 19h30, o bolo de aniversário, seguido de um ‘sunset’ com DJ junto ao guindaste Marion 2, agendado para as 20h00 e acompanhado por uma projeção de imagens a partir das janelas do edifício.

A 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, a partir das 10h00 será dado o sinal de partida para a modalidade presencial da 24ª Corrida Fotográfica de Portimão, inspirada no centenário da elevação à categoria de cidade, ocorrida em 1924 por iniciativa do então Presidente da República, o ilustre portimonense Manuel Teixeira Gomes.

Sob o tema ”100 Anos de Cidade”, eevocando a relação de proximidade entre o distinto escritor e a terra natal, os participantes serão confrontados com seis pequenos excertos, retirados da sua obra literária, motivando outros tantos registos fotográficos, que deverão ser obrigatoriamente captados em Portimão.

O Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM e comemorado anualmente em 18 de maio, serve como uma plataforma global para promover o papel dos museus no intercâmbio e desenvolvimento cultural.

O tema deste ano será “Museus para a Educação e a Investigação” e, à semelhança dos anos transatos, as entradas serão gratuitas no Museu de Portimão e no Centro de Acolhimento e Interpretação dos Monumentos Megalíticos de Alcalar.

Inaugurado em 17 de maio de 2008, o Museu de Portimão tem cumprido a sua principal missão, ao assumir-se como um permanente observatório social e laboratório de ideias e de histórias, ponte cultural entre passado e futuro, e decisivo ponto de encontro para a descoberta, o conhecimento e a fruição do património local.

Informações complementares sobre “Um Dia na Pré-História em Alcalar” podem ser solicitadas pelos telefones 282 405 230/ 282 248 594 ou pelo e-mail museu@cm-portimao.pt

Mais Artigos