Portimão convida as famílias a passarem um dia em cheio, aprendendo como se vivia há 5.000 anos em Alcalar

13 de maio | 10h00 às 18h00 | Entrada livre

A data de 13 de maio vai ser muito especial nos Monumentos Megalíticos de Alcalar, com a realização da recriação “Um Dia na Pré-História”, popular evento sobretudo dirigido às famílias e promovido pelo Município de Portimão através do seu museu, que este ano comemora 15 anos ao serviço da memória e identidade da comunidade local.

Ao longo desta recriação, que decorre das 10h00 às 18h00 e tem entrada livre, os participantes desfrutarão de uma experiência divertida e memorável, conhecendo o quotidiano das populações pré-históricas.

Neste dia em cheio haverá ao dispor dos visitantes, quer residentes quer turistas, diversos ateliês práticos e didáticos representativos das atividades de caça, olaria, gravura, tecelagem, fabrico de ferramentas, processos de talhe, música, preparação e cozedura de alimentos, fabrico de cerveja pré-histórica, fabrico de instrumentos agrícolas e adornos, transporte de grandes monolíticos e moagem.

Para além das visitas orientadas aos monumentos megalíticos, a cargo de arqueólogos que escavaram e investigaram este sítio arqueológico, o dia será animado pela presença dos alunos dos cursos profissionais de Interpretação Teatral e de Cordas e Teclas do Agrupamento das Escolas da Bemposta, que recriarão sons e cenas do quotidiano daqueles tempos milenares.

A arqueologia experimental voltará a marcar esta iniciativa, com um conjunto de propostas que permitirão aos visitantes participar na preparação dos alimentos até à sua confeção, fazendo parte da ementa o berbigão, a amêijoa, o peixe e a carne, tanto de porco como de borrego.

Sem fósforos e com facas de sílex, mais de duas dezenas de voluntários e a equipa do Museu de Portimão, já com muita experiência neste tipo de recriações, farão o fogo e irão preparar os alimentos como sucedia há 5.000 anos, utilizando instrumentos de pedra.

Toda esta diversificada recriação, que se realiza desde 2006, contará com as colaborações do Museu de Lagos, das Juntas de Freguesia de Portimão, Alvor e Mexilhoeira Grande, da Direção Regional de Cultura do Algarve e do Grupo de Amigos do Museu de Portimão.

Cinco milénios se passaram

Situado a poucos quilómetros de Portimão, no lugar de Alcalar se fixou e viveu há cerca de 5.000 anos uma importante comunidade pré-histórica, defendida por muros, trincheiras e taludes.

Junto às habitações foi edificado um importante conjunto de túmulos megalíticos, permitindo os vestígios encontrados uma aproximação ao modo de vida e às atividades dessa comunidade e de como ocupou e utilizou o sítio.

A relação desse povo com a morte está patente nas formas de construção dos diferentes tipos de sepulcros, desde as sepulturas coletivas até às especialmente destinadas aos chefes e seus familiares.

Descobertos e explorados a partir de finais do século XIX, os monumentos megalíticos de Alcalar estão classificados como Monumento Nacional, encontrando-se atualmente duas dessas estruturas funerárias (VII e IX) abertas ao público, o que permite um contacto direto com os processos e os materiais utilizados na construção.

15 anos ao serviço do conhecimento do património local

A recriação histórica do próximo dia 13 de maio integra o conjunto de iniciativas promovidas pelo Museu de Portimão para assinalar o 15º aniversário, com a inauguração da exposição “Manuel Guerreiro, O Homem do Jazz”, patente de 20 de maio a 3 de setembro, e a 23ª Corrida Fotográfica de Portimão, cuja modalidade presencial terá lugar no dia 20 de maio.

Inaugurado em 17 de maio de 2008, o Museu de Portimão tem cumprido a sua principal missão, ao assumir-se como um permanente observatório social e laboratório de ideias e de histórias, ponte cultural entre passado e futuro, e decisivo ponto de encontro para a descoberta, o conhecimento e a fruição do património local.

Informações complementares sobre “Um Dia na Pré-História em Alcalar” ser solicitadas pelos telefones 282 405 230/ 282 248 594 ou pelo e-mail museu@cm-portimao.pt