Perigo de incêndio rural

De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, prevê-se, para os próximos dias:

  • Temperatura máxima acima do normal para a época que se prolongará até dia 12 de abril;
  • Aumento gradual da temperatura, com especial incidência no dia 08 de abril;
  • Níveis de humidade baixa durante a tarde e com fraca recuperação noturna;
  • Vento até 35 km/h do quadrante Leste.

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:

Considerando a previsão meteorológica, esperam-se condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais, com dificuldade na sua supressão.

O SMPC recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor, e considerando o nível de risco de incêndio, quando MUITO ELEVADO OU MÁXIMO, não é permitido (a):

  • Realizar queimadas e queimas de matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração.
  • Utilizar máquinas motorizadas não dotadas de, 1 ou 2 extintores de 6 kg cada, de acordo com a sua massa máxima e consoante esta seja inferior ou superior a 10.000 kg e que não possuam dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas.
  • Realizar trabalhos com recurso a motorroçadoras, corta-matos e destroçadores, todos os equipamentos com escape sem dispositivo tapa-chamas, equipamentos de corte, como motosserras ou rebarbadoras, ou a operação de métodos mecânicos que, na sua ação gerem faíscas ou calor.
  • Utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito.
  • Fumigar ou desinfestar em apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.
  • Lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal.
  • Fumar ou fazer qualquer tipo de lume.
    O SMPC recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições em vigor e tomando especial atenção à evolução dos próximos dias, disponível junto dos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF ou através da Linha “Proteção 24” (808 282 112).