Município de São Brás de Alportel firma acordo com ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve

A ACTA, Companhia de Teatro do Algarve, prepara-se para fazer 17 apresentações em São Brás de Alportel até ao final de 2025, com a apresentação de seis peças que vão ser dadas a conhecer ao público em geral e à comunidade escolar com o apoio da Câmara Municipal

O Município de São Brás de Alportel formalizou um contrato de desenvolvimento cultural com a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve para o período de 2024 e 2025, que vai apresentar-se 17 vezes ao longo de dois anos no São Brás Cineteatro Jaime Pinto e junto da comunidade escolar do concelho com seis peças.

Uma parceria que visa a democratização do acesso da população local à cultura, em plena sintonia com o Plano de Apoio ao Associativismo do Município, e que procura também apoiar a ACTA a prosseguir a sua missão de produção artística teatral para os algarvios e contribuir para uma formação de qualidade dos jovens que contactam com o trabalho desta companhia de teatro.

Importa referir que a ACTA– A Companhia de Teatro do Algarve, é uma estrutura de produção artística teatral com carácter profissional. Foi constituída a 9 de fevereiro de 1995 e edita regularmente, desde 1998, a publicação ACTAs do teatro, a qual visa cumprir não só uma função de “programa” de cada produção artística, mas também a de instrumento de reflexão artística e estética, e, pontualmente, também a noticiosa e a didática.

Entre os seus projetos na área da educação, criou o VATe (Vamos apanhar o Teatro)  que é apresentado num autocarro transformado num teatro ambulante que leva cultura e sensibilização sobre diferentes temas atuais dos mais jovens em todos os concelhos do Algarve e que é presença assídua em São Brás de Alportel, tendo a sua última apresentação decorrido em abril com a apresentação da peça “A que cheira a Liberdade?” que integra o programa são-brasense das Comemorações dos 50 anos do 25 de abril de 1974.

Desde 1998 que a ACTA tem tido apoio sustentado por parte da Direção-Geral das Artes. Um apoio interrompido em 2023 tendo criado dificuldades à Companhia de Teatro e à continuidade do seu projeto e da sua missão.

Sem cruzar os braços, a Companhia apresento uma programação para os anos de 2024 e 2025 com qualidade reconhecida tanto na oferta para o público geral como para a área do serviço educativo que foi objeto de análise e que justificou um apoio de 19 mil euros do Município de São Brás de Alportel.

“Suplicantes”, “Experiência”, “A que cheira a Liberdade?”, “Diálogo do Penitente e do Arrependido”, “As Cartas Ridículas do Senhor Fernando e os Suspiros Líricos da Menina Ofélia” são algumas das peças que a ACTA vai apresentar em São Brás de Alportel até 2025.

Mais Artigos