Município de Portimão promove em outubro diversas iniciativas para assinalar o Mês da Pessoa Maior de Idade

A importância do voluntariado sem idade e a luta contra o preconceito etário são os destaques de uma programação onde não faltam a atividade física e o convívio entre seniores.

No âmbito do Dia Internacional do Idoso, que se comemora este sábado, 1 de outubro, o Município de Portimão promove o Mês Da Pessoa Maior de Idade com um conjunto de propostas direcionadas à pessoa maior de idade, celebrando o processo de envelhecimento de forma inovadora, intergeracional e criativa.

No sentido de promover a confraternização entre seniores, a manhã do dia 1 de outubro será ocupada com um passeio de barco a partir do Clube Naval de Portimão, oferecido pela empresa Bué de Sucesso e pelo Yacht Manguito, no qual participará um grupo de seniores.

Para 6 de outubro foi agendada uma mesa redonda sobre o tema “Voluntariad@ na Terceira Idade”, que terá lugar na sala de descabeço do Museu de Portimão, onde participarão quatro portimonenses com idade avançada e que desempenham funções relevantes no concelho, como são os casos de Georgete Klisiaris, voluntária no Centro de Convívio Sénior da Aldeia das Sobreiras, no CHUA – Hospital de Portimão e no Canil Municipal, de Joaquim Magalhães, presidente do GRATO – Grupo de Apoio aos Toxicodependentes, de Fátima Arez, voluntária na Associação Flor Amiga e na Associação Elos de Esperança, e de João Reis, presidente da Associação de Dadores de Sangue do Barlavento Algarvio.

Um dos principais temas do debate, moderado pela artista plástica Maria Seruya, responsável pelo projeto “Velhas Bonitonas”, será o papel que seniores ativos poderão desempenhar em prol da comunidade, não obstante a sua idade, nomeadamente na vertente do voluntariado.

Recorde-se, a propósito, a existência da plataforma municipal Voluntariado Portimão, espaço de encontro das pessoas que se disponibilizam voluntariamente para prestar ações inerentes à cidadania ativa e solidária, integrando também esta rede de vontades as instituições que desenvolvem projetos em prol do desenvolvimento local.

Combate à discriminação do idoso

Nos dias 6 e 7 de outubro, com sessões às 10h00 e às 11h00, a Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes irá abordar a temática do Alzheimer do ponto de vista das crianças, através da leitura de uma história adaptada do livro “Memórias do Coração”, de Catarina Malheiro, tendo como público-alvo as escolas e as instituições particulares de solidariedade social do concelho. A iniciativa tem inscrição gratuita, mas obrigatória, através do email saude.cidadania@cm-portimao.pt

Com o objetivo de despertar a aproximação e o reforço de laços entre diferentes gerações, aspeto vital para uma sociedade verdadeiramente coesa, diversa e inclusiva, no dia 18 de outubro será dinamizado um workshop sobre a conceção de projetos intergeracionais.

O workshop tem início às 14h00 no café concerto do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão e dotará os formandos de competências específicas e inovadoras na preparação de iniciativas intergeracionais, de forma a combater os guetos etários das comunidades.

A formação, dinamizada pela Associação Cabelos Brancos, é gratuita e aberta às entidades que trabalham nesta área e a todos os interessados, devendo a respetiva inscrição ser feita até 16 de outubro para o email saude.cidadania@cm-portimao.pt

Também promovido pela Associação Cabelos Brancos, realizar-se-á um curso certificado de capacitação sobre idadismo, ou seja, a discriminação etária e o preconceito contra a pessoa idosa, que decorrerá em várias sessões diárias online e até ao início de novembro.

Destinada a animadores dos centros de convívio sénior e centros comunitários da autarquia e das estruturas residenciais para pessoas idosas do concelho, esta formação tem por finalidade identificar e contextualizar a problemática do idadismo, reconhecer onde se manifesta e quais os seus contextos e impacto, além de ensinar estratégias de capacitação individual, social e institucional.

A vida sem prazo de validade

A fundadora do projeto “Velhas Bonitonas”, cujo lema é “Ousamos ser quem somos sem complexos nem culpas”, Maria Seruya vai expor um conjunto de pinturas, patentes de 5 a 24 de outubro no Mercado Municipal de Portimão e no café concerto do TEMPO, que mostram como a beleza feminina não tem limites de idade e transmite uma ideia de empoderamento das mulheres mais idosas.

Ainda no âmbito das ações pensadas para este mês, o Município de Portimão associou-se à campanha “A vida sem prazos de validade”, promovida pela Associação Cabelos Brancos para sensibilizar a população na luta contra o idadismo e incentivar a capacitação do processo de envelhecimento em todos os ciclos de vida.

Neste sentido, serão distribuídos ao longo do mês a todos os participantes nas atividades programadas sacos sustentáveis e t-shirts com mensagens ativistas sobre discriminação etária, que constituem a primeira coleção da marca Cabelos Brancos, numa edição limitada que poderá ser adquirida por todas as pessoas que desejem tornar-se embaixadoras da associação e contribuir para a mudança de uma nova narrativa sobre o envelhecimento em todos os ciclos de vida.

Atividade física saudável

Uma vez que para o bem-estar da população sénior é essencial a atividade física saudável, orientada, regular e vocacionada, a programação contempla ainda diversas aulas abertas de pilates, karaté sénior e hidroginástica, no âmbito do Programa Exercício e Saúde, marcadas para os complexos desportivos da Boavista, de Portimão e da Mexilhoeira Grande e com inscrições prévias.

Ainda na vertente da atividade física, o Centro Comunitário de Alvor recebe no dia 26 de outubro uma matiné dançante, a partir das 15h30, com animação musical a cargo de Humberto Silva, incentivando a confraternização entre seniores.

No decorrer de todo o mês, as árvores do Jardim das Águas Vivas vestem-se de “abraços”, como resultado dos trabalhos em crochet desenvolvidos pelas utentes do Centro de Convívio da Aldeia das Sobreiras, encerrando as comemorações no dia 31 de outubro, com a já habitual homenagem aos munícipes portimonenses centenários, cuja programação será divulgada oportunamente.

Esta iniciativa enquadra-se no projeto “Distribuindo amor pelo município”, surgido no âmbito do período de pandemia em que a população, particularmente a maior de idade, se viu privada de afetos.

Neste sentido, teve inicio a construção de quase cem abraços, que a partir de agora decoram o Jardim das Águas Livres, numa mensagem simbólica de afeto dirigida à comunidade.

Para além desta atividade, estão em curso atualmente no concelho os projetos “Correio dos afetos”, em resultado de uma parceria estabelecida entre a autarquia e o Lar da Criança de Portimão, e “Gestos de amor”, em conjunto com o Centro Hospitalar Universitário do Algarve – Hospital de Portimão, ambos promovidos pelos Centros de Convívio Sénior de Portimão e da Aldeia das Sobreiras.

Por outro lado, e em prol de quem mais precisa, o Grupo de Apoio à Pessoa Idosa (GAPI) desenvolve o projeto “Teleassistência”, visando promover o cuidado e segurança da população mais vulnerável.

PUBLICIDADE