Município de Albufeira viaja até à Invicta para participar na Wine & Travel Week

É já na próxima semana, de 20 a 26 de fevereiro (segunda-feira a domingo), que o Município de Albufeira viaja até à Invicta para participar na Wine & Travel Week, a decorrer no Palácio da Bolsa e na Alfândega do Porto. Trata-se de uma iniciativa que tem por objetivo divulgar a oferta do enoturismo, num país que em 2021 produziu mais de milhão e meio de litros de vinho. Dividida em quatro eventos integrados numa só marca (feira profissional, fórum, experiências de enoturismo e feira “Essência do Vinho”, a Wine & Travel Week é o palco privilegiado para promover, comercializar e acompanhar as tendências do enoturismo no mundo. Os vinhos da Adega do Cantor e da Quinta do Canhoto são os embaixadores da participação de Albufeira no evento.

A participação do Algarve na Wine & Travel Week aposta forte no chamado B2B, a decorrer a 21 e 22 de fevereiro, dois dias de contacto direto, em reuniões de negócios com mais de uma centena de operadores internacionais, operadores turísticos especializados em enoturismo, consultores e agentes de viagem.

O Município de Albufeira vai ter um espaço próprio no B2B para divulgar a sua oferta e realizar as reuniões com os operadores convidados. No total, o Algarve conta com cinco espaços para o efeito, sendo que um espaço é partilhado pelo Turismo do Algarve e a CVA – Comissão Vitivinícola do Algarve, três a dividir pelos Municípios de Albufeira, Lagoa e Portimão e um último espaço destinado à marca Algarve Golden Terroir (Albufeira, Lagoa, Lagos e Portimão).

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira refere a importância do evento, sublinhando que “a gastronomia e o vinho constituem motivação de visita para vários milhões de turistas que todos os anos escolhem o Algarve e Albufeira para passar as suas férias”. José Carlos Rolo recorda que “atualmente a indústria do enoturismo no mundo apresenta taxas elevadas de crescimento, prevendo-se que em 2025 seja alcançada a fasquia dos 100 milhões de enoturistas, o que representa um impacto de 45 mil milhões de euros na economia global”.

De acordo com o presidente da RTA, entidade que apoia o evento, o Algarve é uma das mais promissoras regiões produtoras de vinho do país, “pelo terroir único, pela elevada incidência da exposição solar e pelo tempero do Atlântico”. O setor vitivinícola da região desenvolveu-se imenso nos últimos dez anos, refere João Fernandes, pelo que é fundamental tirar partido do cruzamento do vinho com o turismo, aproveitando a hotelaria e a restauração para escoar a produção regional, dando-a a conhecer aos turistas que visitam o Algarve, ao mesmo tempo que se promove a região como destino de enoturismo cá dentro e lá fora.