Município de Albufeira assinala do Dia mundial do turismo

No próximo dia 27 de setembro comemora-se o Dia Mundial do Turismo. Para assinalar a data, o Município de Albufeira organizou um programa que tem por objetivo chamar a atenção de residentes e turistas para a importância do turismo, destacando a seu contributo para o desenvolvimento sustentável dos territórios. Vão ser dois dias dedicados a divulgar o aspirante Geoparque Algarvensis Loulé-Silves-Albufeira. No dia 25, realiza-se a Caminhada no Algarvensis – PR4 – Percurso do Planalto do Escarpão, com início às 8h30, a partir do Castelo de Paderne e no dia 27, uma visita a vários pontos de interesse do Algarvensis, destinada aos alunos do curso profissional de turismo da Escola Secundária de Albufeira. Como não podia deixar de ser, a música é a “cereja no topo do bolo” de todas as celebrações, pelo que no dia 27, a partir das 21h30, a Albion Band de Southampton promete animar com a sua música, residentes e turistas, no Largo Engenheiro Duarte Pacheco. Ao longo de todo dia e durante o espetáculo vão ser distribuídas flores em vários pontos do concelho.

À medida que a recuperação do turismo acontece, após dois anos de pandemia, a Organização Mundial de Turismo (OMT) destaca a necessidade de se repensar o futuro de uma das atividades económicas com maior peso e impacto a nível global. Trata-se de envolver todos os stakeholders (governos, empresas e comunidades locais) numa “visão partilhada para um setor mais sustentável, inclusivo e resiliente”.

Nesta senda, em 2022, a OMT elegeu o tema “Repensar o Turismo” com os olhos postos no futuro para assinalar as Comemorações do Dia Mundial do Turismo, que desde 1980, se celebra a 27 de setembro, dia escolhido por ser a data em que, no ano de 1970, entraram em vigor as diretivas consideradas mais marcantes para o setor.

“Celebrar este dia significa promover a tomada de consciência sobre o valor social, cultural, político e económico do turismo, destacando a sua importância no desenvolvimento sustentável dos territórios”, sublinha o presidente da Câmara Municipal de Albufeira que aceitou o repto da OMT e dedicou dois dias, 25 e 27 de setembro, a divulgar o aspirante Geoparque Algarvensis Loulé-Silves-Albufeira, um território imenso que integra parte do interior destes três municípios algarvios.

O Geoparque é um território em que a geologia e a ciência transmitem-nos informação/conhecimento acerca da história do local. Trata-se de geologia, mas o grande objetivo prende-se, essencialmente, com os aspetos cultural, social, demográfico, económico, áreas com potencialidade para incentivar um conjunto diversificado de ações, numa estratégia integrada de desenvolvimento sustentável. José Carlos Rolo corrobora a afirmação, explicando que “o que se pretende é dar voz a um território do interior e mostrar a sua valorização, tirando partido da diversificação do Turismo de Natureza e Cientifico, atraindo atividade económica e projeção para uma zona, até agora, pouco visitada”.

No dia 25 de setembro, o Município de Albufeira realiza a Caminhada no Algarvensis – PR4 – Percurso do Planalto do Escarpão, com início marcado para as 8h30, a partir do Castelo de Paderne. A iniciativa, que combina ciência, natureza e património cultural, visa promover uma caminhada interpretativa da paisagem e da geomorfologia, recriando no imaginário dos participantes os vários paleoambientes do Jurássico Superior existentes ao longo do percurso.

A 27 de Setembro é a vez de dar a conhecer aos alunos do curso Profissional de Técnico de Turismo, da Escola Secundária de Albufeira o território do aspirante Algarvensis.

O programa inclui visitas a Vale Fuzeiros (Património Cultural, Grés de Silves); Aldeia da Penina (Terra da Salamandra – Dinamismo Cultural) e Jazida do Metoposauro (Rocha da Pena); Aldeia de Paderne (Património Cultural, Pedestrianismo); Castelo de Paderne e Planalto do Escarpão (Jurássico).

À noite, realiza-se o concerto comemorativo do Dia Mundial do Turismo. Pelas 21h30, o palco do Largo Eng.º Duarte Pacheco, no centro da cidade de Albufeira, recebe a “Albion Band de Southampton”, uma banda de metais formada em 1920, a partir da Banda “Scout Drum and Flute Band, pela Igreja Albion de Southampton. Trata-se da banda mais antiga desta cidade que, ainda hoje, continua a tocar nos mais diversos locais. Nestes 100 anos de existência, a “Albion Band de Southampton”, tem granjeado uma brilhante carreira, com concertos realizados em várias cidades do Reino Unido.

A cidade de Londres tem sido palco privilegiado das suas atuações nestes últimos anos, incluindo o “Royal Park”, a Maratona de Londres e ainda em diversos cruzeiros, com partidas da cidade de Southampton.

No estrangeiro têm atuado em vários países, nomeadamente na Alemanha, Portugal, Croácia, Dinamarca e Itália.

Para assinalar a efeméride vão, também, ser distribuídas flores ao longo de todo o dia e, à noite, durante a atuação da “Albion Band de Southampton”, no Largo Eng.º Duarte Pacheco.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira refere que “esta é uma forma expedita de os alunos do concelho visitarem aquele território do interior do algarve central e respetivos locais de interesse paisagístico, cultural e geológico, aprendendo de forma prática conceitos ligados à indústria turística, recursos e produto turístico, estruturação da oferta, entre outros conceitos importantes para o seu futuro profissional”. José Carlos Rolo sublinha, ainda, “a importância do Geoturismo como um dos três pilares de atuação dos Geoparques UNESCO”, que através da valorização dos aspetos ambientais e culturais, e assente nos princípios do turismo sustentável, promove a geodiversidade e o património geológico de forma integrada, no caso concreto através de uma visita ao território.

Recorde-se que os trabalhos preparatórios de candidatura à UNESCO tiveram início em 2019, prevendo-se, de acordo com a diretora científica do projeto, Cristina Veiga Pires, que a mesma seja efetivada em 2024.

PUBLICIDADE