Mulher ferida em colisão entre moto e carro, na Estrada Nacional 125, no centro de Odiáxere, concelho de Lagos, durante a tarde de terça-feira de Carnaval

A vítima seguia na motorizada, conduzida por um homem, que tentou ultrapassar um automóvel, quando esta viatura, sem a luz do pisca ligado, referiu uma senhora ao ‘Litoralgarve’, se preparava para voltar à esquerda, em direção à Rua da Barragem, no centro de Odiáxere. O acidente obrigou dois militares da GNR, que estavam de serviço no Carnaval, a condicionar o trânsito na Estrada Nacional 125, durante cerca de trinta minutos. Operacionais do INEM e dos Bombeiros Voluntários de Lagos prestaram assistência à vítima, que foi conduzida ao hospital.

José Manuel Oliveira

Uma mulher, de nacionalidade brasileira, segundo apurámos, ficou ferida, após a moto em que seguia com um homem, o condutor, ter colido violentamente contra um automóvel na Estrada Nacional 125, em Odiáxere, cerca das 14.40 horas de terça-feira de Carnaval, 13 de Fevereiro de 2024, no sentido Lagos / Portimão. O condutor da moto, também brasileiro, tentou ultrapassar o carro, um ‘Ford’ cinzento claro, mas acabou por embater nesta viatura, conduzida por um homem, da mesma nacionalidade, quando ele se preparava para mudar de direcção.

Desastre provocou filas de trânsito nos dois sentidos, no centro de Odiáxere

A motorizada caiu e a mulher, que nela seguia, ficou estendida no chão e de cabeça para cima. Parecia consciente e esteve a ser apoiada por uma enfermeira, que, casualmente, estava na zona, como nos contaram, até à chegada de uma ambulância do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e de um veículo dos Bombeiros Voluntários de Lagos, cerca de dez minutos após o acidente, depois de um popular ter telefonado para o número de emergência nacional 112, constatou o ‘Litoralgarve’. A situação obrigou dois militares (um homem e uma jovem mulher) da Guarda Nacional Republicana (GNR), que se encontravam de serviço no acesso ao recinto onde decorreu o desfile de Carnaval em Odiáxere, a condicionar a circulação do trânsito na Estrada Nacional 125, no centro de Odiáxere, provocando filas nos dois sentidos até perto das 15h.10m.

Popular em Odiáxere conta ao ‘Litoralgarve’: “Ouvi um forte barulho e uma moto caída, com uma mulher que acabou por ficar estendida no chão. Percebi que tinha havido uma colisão com um carro, cujo condutor só nessa altura ligou o pisca da esquerda, por onde ia voltar”

Na altura da aparatosa colisão entre a moto e o carro, vários populares saíram a correr dos cafés e de outros estabelecimentos, situados no centro desta vila do concelho de Lagos, para ver o que se passava, ao ouvir o estrondo e a queda da motorizada. “Tinha ido levantar dinheiro a uma caixa multibanco, do outro lado da estrada, e quando aqui passei, ouvi um forte barulho e uma moto caída, com uma mulher que acabou por ficar estendida no chão. Percebi que tinha havido uma colisão com um carro, cujo condutor só nessa altura ligou o pisca da esquerda, por onde ia voltar”, em direcção à Rua da Barragem, disse, ao ’Litoralgarve’, uma senhora.

Condutor do automóvel envolvido no acidente, lamenta: “Eles vinham depressa e ‘espetaram-se’ contra o meu carro”. Viatura acabou por sofrer estragos numa porta e num retrovisor

“Eles vinham depressa e ‘espetaram-se’ contra o meu carro”, lamentou, por seu turno, o condutor do automóvel, que sofreu estragos na porta esquerda do seu lado e num retrovisor exterior.

Na assistência à mulher, aparentando entre vinte a trinta anos de idade e que seguia na moto, como já referimos, estiveram, pelo menos, sete operacionais do INEM e dos Bombeiros Voluntários de Lagos, tendo a vítima sido levada numa maca para o interior da ambulância. Pouco depois, foi conduzida ao Hospital Terras do Infante, em Lagos, enquanto um militar da GNR começou a tomar nota da documentação dos veículos envolvidos no acidente.

Mais Artigos