Mulher é detida por militares da GNR de Vila Real de Santo António, quando circulava de velocípede elétrico em Monte Gordo, com haxixe, tinha mais droga na moradia e fica em liberdade

Demonstrou um comportamento suspeito ao ser abordada numa acção de patrulhamento. Ela e o namorado, de 26 anos, foram constituídos arguidos, na sequência de uma busca de militares da GNR à habitação onde residem e tinham mais produto estupefaciente, dinheiro e outros objectos relacionados com tráfico de droga, entretanto apreendidos.

José Manuel Oliveira

Uma jovem, de 21 anos, foi detida, no domingo, dia 19 de Maio, na localidade de Monte Gordo, por militares do Posto Territorial de Vila Real de Santo António da Guarda Nacional Republicana (GNR), devido ao tráfico de 16 doses de haxixe. Na altura, conduzia um velocípede elétrico e o seu comportamento tornou-se suspeito para as autoridades.

No decurso de uma acção de um patrulhamento, a mulher, que “demonstrou um comportamento suspeito”, foi confrontada pelos militares da GNR, “tendo-se constatado que se encontrava na posse de produto estupefaciente, nomeadamente, 16 doses de haxixe”, refere, em comunicado, divulgado na segunda-feira, 20 de Maio de 2024, o Comando Territorial de Faro daquela força de segurança.

Na habitação, onde a jovem residia com o seu namorado, de 26 anos e que foi identificado, os militares da GNR, com reforços do posto de Castro Marim e do Núcleo de Investigação Criminal de Tavira, aprenderam 730 doses de haxixe, 84 doses de MDMA, duas balanças de precisão, uma faca e cerca de 200 euros

Ainda durante a acção da GNR, que contou com o reforço de militares do Posto Territorial de Castro Marim e do Núcleo de Investigação Criminal de Tavira, foi possível apurar que “a suspeita possuía mais produto estupefaciente na habitação, onde residia com o seu namorado, um homem, de 26 anos, tendo este sido identificado”. Depois uma busca efectuada ao local, foi possível apreender:

“• 730 doses de haxixe;

• 84 doses de MDMA;

• Duas balanças de precisão;

• Uma faca;

• Cerca de 200 euros em numerário.”

Factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Vila Real de Santo António

A jovem e o namorado “foram constituídos arguidos”, tendo os factos sido comunicados ao Tribunal Judicial de Vila Real de Santo António, enquanto os suspeitos aguardam, em liberdade, o julgamento.