Homem foi detido por agentes da PSP de Lagos, devido a tráfico de milhares de doses de heroína e cocaína, e justiça colocou-o em liberdade

O suspeito tinha em seu poder, “de forma dissimulada, diversas doses de heroína e cocaína embaladas e preparadas para venda direta aos consumidores”, refere comunicado da polícia. Na foto divulgada, podem ver-se, também, 105 euros em notas e dois telemóveis.

José Manuel Oliveira

Um homem foi detido em flagrante delito, na passada segunda-feira, dia 05 de Fevereiro de 2024, por agentes da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra de Lagos da Polícia de Segurança Pública (PSP), devido a tráfico de droga nesta cidade, anunciou o Comando Distrital de Faro daquela força de segurança.

De acordo com um comunicado divulgado durante a tarde de quarta-feira, 07 de Fevereiro de 2024, “a detenção ocorreu no seguimento de uma ação especialmente destinada ao combate ao tráfico e venda direta a consumidores, na cidade de Lagos”, tendo os polícias da Brigada de Investigação Criminal detectado “um indivíduo, cuja atitude e comportamento indiciavam que se preparava para proceder à venda de estupefacientes.” Perante essa situação, o suspeito foi “abordado prontamente”, acrescenta.

“Além da droga que tinha na sua posse no momento da sua abordagem, viria a ser apreendido na residência que utilizava naquela cidade, mais produtos estupefacientes, uma panóplia alargada de artigos utilizados na preparação e embalamento destes produtos e dinheiro resultante da sua venda ilícita. No total foram apreendidas cerca de 1.800 doses individuais de heroína e 120 doses individuais de cocaína”, refere a PSP, em comunicado

“Verificou-se que o suspeito tinha na sua posse, de forma dissimulada, diversas doses de heroína e cocaína embaladas e preparadas para venda direta aos consumidores. Para além da droga que tinha na sua posse no momento da sua abordagem, viria a ser apreendido na residência que utilizava naquela cidade, mais produtos estupefacientes, uma panóplia alargada de artigos utilizados na preparação e embalamento destes produtos e dinheiro resultante da sua venda ilícita. No total foram apreendidas cerca de 1.800 doses individuais de heroína e 120 doses individuais de cocaína, pelo que se acredita ter sido conseguido um efeito muito positivo no esforço desenvolvido diariamente pela polícia, tendente à disrupção desta atividade criminal naquela cidade”, revela a PSP. Na foto divulgada, podem ver-se, também, dois telemóveis e 105 euros em notas.

O comunicado indica, ainda, que “o detido foi presente à Autoridade Judiciária”, na terça-feira, 06 de Fevereiro de 2024, tendo-lhe sido “aplicadas as medidas de coação de obrigação de apresentações periódicas e proibição e imposição de condutas”, conclui a PSP, sem especificar mais pormenores.

“Cinquenta euros” será o preço, em média, de um grama de cocaína “e há quem consuma dois gramas, diariamente, o que representa gastar cem euros por dia, ou seja, três mil euros mensais”, contaram ao ‘Litoralgarve’, numa altura em que se tem intensificado o tráfico deste produto estupefaciente em Lagos

Como o ‘Litoralgarve’ apurou, o tráfico de droga, com venda, sobretudo, a turistas estrangeiros, na via pública em Lagos, continua na ordem do dia, obrigando as autoridades policiais a reforçar a sua acção para combater este flagelo. Por exemplo, só um grama de cocaína estará a ser vendido, em média, por “cinquenta euros”. “E há quem consuma dois gramas de cocaína, diariamente, o que representa gastar cem euros por dia, ou seja, três mil euros mensais neste tipo de droga ”, contou, ao nosso Jornal, quem está informado sobre bastidores relacionados com tráfico de estupefacientes nesta cidade.

(Em actualização)

Mais Artigos