GNR de Portimão procura condutor de carrinha comercial branca, envolvido em acidente com moto e fuga, na Estrada Nacional 125

Na sequência de uma ultrapassagem a outro veículo, acabou por colidir contra uma moto, conduzida por um jovem português, de 26 anos. A vítima encontra-se internada no Hospital de Faro, com traumatismo na bacia e do rim do lado direito e ferimentos na perna esquerda.

José Manuel Oliveira

A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Portimão está a tentar localizar o condutor de uma carrinha comercial branca, que após uma ultrapassagem a outro veículo, acabou por colidir contra uma moto, conduzida por um jovem português, de 26 anos, cerca das 09h.30m. do dia 13 de Dezembro de 2023, na Estrada Nacional 125, entre as traseiras do Hospital do Barlavento e a zona onde se situava o antigo ‘Retail  Park’, tendo-se colocado em fuga. O acidente, ocorrido no quilómetro 41,5, provocou ferimentos graves ao motociclista, que seguia em direcção a Lagos, onde reside. Na altura, e após o alerta transmitido às autoridades, o condutor da mota foi assistido no local, por operacionais de uma ambulância do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), enquanto a GNR tomou conta da ocorrência. Do condutor da outra viatura nada se sabe até ao momento.

Namorada indica contactos da GNR de Portimão e de familiares em Lagos, a quem “tiver alguma informação do acidente”

Segundo apurou o ‘Litoralgarve’, o jovem motociclista, que se encontra internado no Hospital de Faro, com ferimentos considerados graves, sofreu traumatismos na bacia e do rim do lado direito e ferimentos na perna esquerda, entre outros problemas. Apenas tem conhecimento de que a viatura envolvida no acidente é “uma carrinha branca” e que o condutor nem sequer parou, limitando-se a prosseguir a marcha na Estrada Nacional 125. “Se alguém viu e tiver alguma informação do acidente, contacte a GNR de Portimão 282 420 750 ou os seguintes números de telemóvel 961 164 511 ou 939 483 164”, apelou Elvira Yurbash, namorada do motociclista, através da página ‘Lagos – A minha Cidade’, na rede social ‘Facebook’.

Dois desastres em cerca de cinco meses e meio

Foi o seguindo acidente de moto que aquele jovem, trabalhador de uma embarcação marítimo-turística na Marina de Lagos, sofreu no espaço de cerca de cinco meses e meio. Como o ‘Litoralgarve’ referiu na altura, despistou-se no dia 29 de Junho, quando seguia sozinho na sua viatura perto de um restaurante situado na zona da Meia-Praia, naquela cidade.

Os exames clínicos permitiram ficar a saber que tinha deslocado a clavícula do lado direito, pelo que foi submetido a tratamentos. Só poucos meses depois, os médicos admitiram submetê-lo a uma intervenção cirúrgica a realizar em Lisboa.

Mais Artigos