NOTÍCIA  ATUALIZADA: GNR   de   Lagos   detém  por   três   crimes   suspeito   de   dezenas   de   assaltos  à   pedrada   a   restaurantes  e   outros  estabelecimentos   neste   concelho.  Está   a    ser   ouvido   no Tribunal   de   Portimão   

O indivíduo está a ser interrogado por um juiz de instrução criminal no Tribunal de Portimão, após ter passado o fim-de-semana nos calabouços da Guarda Nacional Republicana de Lagos, na localidade do Chinicato. Tinha em seu poder, entre outro material, heroína, facas, uma lanterna, telemóveis, dinheiro e ferramentas supostamente utilizadas em assaltos. A viatura que conduzia, sem habitação legal, na Meia-Praia, já estava sob suspeita e referenciada por aquela força de segurança.

José Manuel Oliveira

Paulo Silva

Um homem foi detido por militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Lagos, no sábado, dia 20 de Maio de 2023, pelas 19h50m., na zona da Meia-Praia, devido a três crimes, entre os quais, também, o facto de não possuir carta de condução automóvel, e após os elementos desta força de segurança terem, sob suspeita, e referenciada, a viatura usada pelo suspeito.

Está a ser ouvido nesta segunda-feira, 22/05/2023, no Tribunal de Portimão (e não no de Lagos, como inicialmente foi referido), depois de ter passado o fim-de-semana numa cela do edifício da GNR, situado na localidade do Chinicato.

ASSALTOS   EM   BENSAFRIM   E   NOS   MONTINHOS   DA   LUZ,   NO   CONCELHO  DE  LAGOS,  E  EM   BURGAU,   JÁ   NO   MUNICÍPIO    DE   VILA    DO   BISPO,   NA    NOITE    DE    SÁBADO

De acordo com informações recolhidas pelo ‘Litoralgarve’, trata-se do mesmo indivíduo, português, de 52 anos e a viver em Lagos, que será suspeito de um furto em Bensafrim e outro nos Montinhos da Luz, ambos no concelho de Lagos, na noite de sábado, e um ao restaurante ‘Repolho’, na localidade de Burgau, no concelho de Vila do Bispo, com recurso a uma pedra, de que resultaram vidros partidos e de onde nada foi levado por não haver dinheiro no local, como nos revelou na altura o proprietário do estabelecimento. Isto, para além de quatro assaltos cometidos há quase duas semanas, na Praia da Luz, também a estabelecimentos ligados ao sector da restauração, entre os quais a uma pastelaria e a um restaurante, situados no Edifício ‘Luztur’, e a uma pizaria, na Rua da Praia. Nessa noite, os furtos terão rendido mais de trezentos euros ao assaltante.

FACAS,  LUVAS,  UMA   LANTERNA,  FERRAMENTAS,   DINHEIRO   E    HEROÍNA,    NUMA    VIATURA    USADA    PELO    SUSPEITO  E  QUE   A   GNR   JÁ    TINHA   SOB    SUSPEITA  E   REFERENCIADA

No sábado, ao final da tarde, quando, numa operação da GNR, foi detido, o suspeito, além de não possuir habilitação legal de condução, tinha em sua posse dinheiro e diverso material, nomeadamente heroína, duas mochilas, quatro facas (armas brancas), telemóveis, uma lanterna, três luvas e várias ferramentas que, supostamente, utilizaria nos assaltos. Tal situação poderá ter contribuído para os militares da GNR de Lagos procederem à sua detenção, numa altura em que esta força de segurança estava a seguir as movimentações do indivíduo. De resto, como já adiantámos, os elementos da GNR tinham sob suspeita, e referenciado, o veículo usado pelo indivíduo suspeito, entretanto detido na zona da Meia-Praia.

Foi  detido  durante  a  madrugada  de  12  de  Maio,  pela  GNR   de   Portimão,  em  flagrante  delito,  no  aeródromo  da   Penina, após  dois   assaltos,  e  libertado   poucas   horas   depois   pelo  tribunal

Recorde-se que, como o ‘Litoralgarve’ noticiou, o mesmo homem tinha sido detido, na madrugada de 12 de Maio, em flagrante delito, por militares da GNR de Portimão, no aeródromo  municipal (conhecido por aeródromo da Penina), localizado na zona de Montes de Alvor, com o apoio de elementos do posto de Lagos, após ter cometido dois assaltos.

Poucas horas depois, acabou por ser libertado pelo Tribunal de Portimão, tendo ficado sujeito a apresentações periódicas na Esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Lagos, como medida de coação. Refira-se que é o mesmo indivíduo, consumidor de droga, nomeadamente heroína, há muito tempo referenciado pelas autoridades como autor de dezenas de assaltos a estabelecimentos do sector da restauração e comerciais, durante as madrugadas, no concelho de Lagos, utilizando como ‘modus operandi’ o recurso a uma pedra para partir os vidros das portas de entrada, de forma a poder levar, sobretudo, dinheiro de caixas registadoras e de gorjetas do pessoal. Tal situação está a provocar um ambiente de autêntico alarme social a empresários e moradores, o que se estendeu, agora, ao concelho de Vila do Bispo.

Há comerciantes que, inclusivamente, já estão a passar as noites nos seus estabelecimentos, de forma a tentar evitar assaltos. O suspeito também tem alargado a sua ação, nomeadamente a quintais de residências, para furtar vestuário e calçado, além de bicicletas e ‘scooters’. 

Nesta altura, espera-se que o Ministério Público do Tribunal de Lagos já tenha a informação necessária, resultante de alguma investigação que a PSP de Lagos possa ter feito até à data, após os vários meses em que ocorreram furtos na cidade e nos quais o indivíduo, agora detido, é suspeito da sua autoria, utilizando sempre o mesmo método de atuação, neste caso vidros partidos de estabelecimentos.

(Em atualização)

Mais Artigos