Fortaleza de Sagres recebeu mais de 400 mil visitantes em 2022

Os monumentos do Algarve, afetos à Direção Regional de Cultura do Algarve, receberam, em 2022, quase meio milhão de visitantes. A Fortaleza de Sagres é o monumento mais visitado da região e o terceiro com maior registo de entradas quando comparado com os monumentos afetos à Direção Geral do Património Cultural (DGPC) e Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN).

Os números mostram um aumento exponencial de visitantes nos monumentos sob tutela da DRCAlg, em relação aos anos de 2020 e 2021, já com um registo de entradas muito próximo de 2019, o melhor ano turístico nestes locais.

No total, a Fortaleza de Sagres, a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe e as Ruínas Romanas de Milreu receberam 460.48 visitantes, um aumento de 87,31%, em relação a 2021, o que se traduziu num aumento de 214.648 visitantes. Os resultados obtidos já estão muito perto dos atingidos no período pré-pandemia (em 2019, foi registado o recorde de 480.948 entradas).

A Fortaleza de Sagres recebeu 437.035 visitantes, mais 204.197 que em período homólogo de 2021. Em termos percentuais, foi registado um crescimento de 87,69%, aproximando-se do número de visitantes de 2019. A diferença entre o número de visitantes de 2019 e 2022, é de menos 3,78%.

O novo Centro Expositivo da Fortaleza de Sagres, que inclui uma galeria de arte contemporânea, proporciona agora aos visitantes do monumento uma experiência mais completa, mais interativa e dinâmica, reforçando as razões para novas visitas e antecipando boas perspetivas para 2023.

O registo de entradas na Fortaleza de Sagres só é superado, no que toca aos monumentos sob tutela da DGPC ou da DRCN, pelo Mosteiro dos Jerónimos (870.321 visitantes), classificado como Património Mundial da Humanidade, e pela Sé do Porto (509.702).

Em 2022, as Ruínas Romanas de Milreu receberam 19.693 visitantes, um valor que quase duplica o número de visitantes de 2021 (10.914), e supera o registado em 2019 (19.414). Relativamente ao ano de 2019, as ruínas registaram mais 259 entradas, o que corresponde a um aumento de 1,33%.

A Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe é o monumento cuja retoma está a ser mais lenta. No entanto, em 2022, obteve um aumento de 81,91%, em comparação o ano anterior, o que significou mais 1.702 visitantes. Apesar de ainda não atingir os valores de 2019, os números mostram bons indicadores.