Festa do Pescador voltou a receber milhares de visitantes

A Festa do Pescador voltou a receber milhares de visitantes, nesta que é a sua 23ª edição, após dois anos de interregno devido à pandemia. As gentes da terra juntaram-se aos inúmeros turistas que todos os anos vêm até à Praça dos Pescadores para homenagear a comunidade piscatória, a gastronomia tradicional e a música popular. Foram três noites de muita alegria e animação, com destaque para a atuação da banda albufeirense Duo 64, os Diapasão, o Festival de Folclore de Albufeira. A encerrar o programa, no domingo, após a atuação de Carlos Coelho, houve uma verdadeira “enchente” para ouvir e cantar com Toy, os seus êxitos mais conhecidos. O artista apresentou uma música original sobre Albufeira e aproveitou para elogiar as associações da terra que, juntamente com o Município, “fazem a festa acontecer” improvisando uma canção onde lhes fez referência.  

O melhor da mesa tradicional esteve em destaque durante três dias, 2, 3 e 4 de setembro, na 23ª edição da Festa do Pescador. Choquinhos com tinta, chouriço assado, carapaus alimados, feijoada de búzios, mariscos, diversos petiscos e os melhores doces da região fizeram a delícia dos visitantes, que têm nesta festa uma verdadeira montra da gastronomia algarvia, confecionada por 19 associações locais.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira, que no primeiro dia da festa, juntamente com elementos do Executivo camarário, Assembleia Municipal e da Junta de Freguesia de Albufeira e Olhos de Água, visitaram todas as tasquinhas para cumprimentar os responsáveis das dezanove associações participantes, referiu que este é o 23.º ano que a autarquia organiza as Festas do Pescador, “uma iniciativa que traduz a grande preocupação em recuperar as nossas raízes, manter vivas as tradições e homenagear os pescadores da terra e as suas famílias”. José Carlos Rolo sublinhou que “o evento é uma excelente oportunidade para reunir a comunidade albufeirense e mostrar a quem nos visita um pouco mais sobre a história do concelho e a sua excelente gastronomia, eximiamente confecionada pelas nossas associações locais, a que juntamos sempre um excelente programa de animação”.

No dia 3 de setembro, a abrir o palco esteve a banda albufeirense Duo 64, com música de baile. Seguiu-se a atuação dos Diapasão, um dos grupos musicais mais acarinhados pelos portugueses. Constituído por 6 elementos: António Marante, Manuel Bessa, Francisco Marques, António Filipe, Armando Mendes e Jorge Marante, a banda conta com vários anos de carreira e um reportório repleto de sucessos, como “Bela Portuguesa”, “Dá cá, Dá cá, Dá cá” e “Eu vou amá-la”, entre outros êxitos.

A etnografia e a cultura popular marcaram o segundo dia do certame, com a realização do Festival de Folclore de Albufeira. Para além da presença do Rancho Folclórico do Município, desfilaram, ainda, pelo palco os Amigos do Rancho Folclórico da Freguesia do Biscainho, Coruche, e o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Vila Nova de Milfontes, Município de Odemira.

O mediático cantor Toy, atuou no último dia, 4 de setembro, precedido por Carlos Coelho, cantor e compositor de música tradicional portuguesa.