Faro – Prisão preventiva por violência doméstica

O Comando Territorial de Faro, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Faro, no dia 12 de abril, deteve um homem de 36 anos por violência doméstica, em Faro.

No seguimento de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o agressor injuriava e humilhava constantemente a vítima, sua companheira de 26 anos, bem como ameaçava que iria incendiar a casa com toda a família da vítima no interior. Para além das injúrias e humilhações, o suspeito agredia a vítima violentamente, tendo ela, numa das situações, ficado suspensa com parte do corpo fora do parapeito da janela, ameaçando que a deixaria cair, factos que a levaram a terminar a relação.

Em virtude de o suspeito não ter aceitado o fim da relação continuou a aterrorizar, humilhar e a maltratar a vítima, controlando a sua vida, causando-lhe medo e inquietação, fragilizando-a e levando-a a temer pela própria vida.

Após diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

O suspeito foi presente ontem, 13 de abril, ao Tribunal Judicial do Faro, onde lhe aplicada a medida de coação de proibição de contacto com a vítima e afastamento total da sua residência, ficando em prisão preventiva até aplicação da vigilância eletrónica.

Mais Artigos