Faro e Loulé – Apreendidos 113 quilos de alfarroba

O Comando Territorial de Faro, através dos Postos Territoriais de Faro e Salir, ontem, dia 05 de outubro, em duas ações de patrulhamento distintas, apreendeu 113 quilos de alfarroba furtada e um veículo utilizado na prática do furto, nas localidades de Estoi e Salir..

Na ação que decorreu em Estoi, após denúncia de que estaria a ocorrer um furto de alfarroba, a patrulha deslocou-se de imediato para o local e intercetou uma viatura a abandonar o local do crime, transportando no seu interior duas sacas e meia de alfarroba, num total de 38 quilos. Para além disso, apurou-se que o condutor e único ocupante da viatura, um homem de 36 anos de idade, não possuía habilitação legal para conduzir e o veículo não possuía inspeção periódica nem seguro de responsabilidade civil válido.

A alfarroba foi apreendida, assim como o veículo em que se fazia transportar. O suspeito foi detido e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Faro.

Na ação que decorreu em Salir, também após denúncia, os militares da Guarda deslocaram-se ao local, onde verificaram que os dois suspeitos se haviam colocado em fuga, recorrendo a uma viatura, também ela furtada, que veio a ser abandonada próximo do local do furto, contendo no seu interior três sacos de alfarroba. Prosseguem as diligências para localização e identificação dos suspeitos.

A alfarroba apreendida, vai ser entregue ao seu legítimo proprietário, assim como a viatura utilizada para perpetrar o ilícito criminal. Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Loulé.

A GNR, no âmbito da operação “Campo Seguro 2021”, encontra-se desde o dia 1 de junho a levar a cabo ações de sensibilização e fiscalização, com o propósito de evitar crimes de furto, junto das propriedades agrícolas bem como o reforço do policiamento com o intuito de dissuadir e reprimir a prática de furto nos campos agrícolas.

A GNR, no âmbito da operação “Campo Seguro 2021”, encontra-se desde o dia 1 de junho a levar a cabo ações de sensibilização e fiscalização, com o propósito de evitar crimes de furto, junto das propriedades agrícolas. No Algarve tem reforçado o policiamento e a fiscalização relativamente à apanha e comércio da alfarroba durante este período, com o intuito de dissuadir e reprimir a prática do furto de alfarrobas.

Mais Artigos