Exposição “Despertares de Andarilho” de Pedro Poucochinho estreia na EMARP  

               Exposição patente de 16 de agosto a 16 de setembro

Na próxima segunda-feira, dia 16 de agosto, inaugura, às 18h00, a primeira exposição de fotografia ´mobile`, da autoria do portimonense Pedro Poucochinho, no espaço expositivo da EMARP.

Aliando três áreas sobre as quais nutre uma especial paixão, a escrita, a fotografia ´mobile` e a caminhada, Pedro Poucochinho desenvolveu o projeto criativo “Cadernos de Andarilho”. Religiosa e diariamente publica uma fotografia nas redes sociais, Instagram e Facebook, por vezes acompanhada de um texto, que ilustra um instantâneo de uma caminhada realizada na madrugada do domingo anterior pelo autor.

“Despertares de Andarilho” é a primeira exposição desse projeto pessoal criativo denominado “Cadernos de Andarilho”, que reúne um conjunto de imagens de paisagens deslumbrantes, captadas e editadas num dispositivo móvel, neste caso um iphone 11, de forma autodidata, ilustrando as caminhadas do fotógrafo.

A exposição pode ser visitada até ao dia 16 de setembro, entre as 8h30 e as 17h30, na área de atendimento.

Sobre o Autor

Pedro Poucochinho não é um fotógrafo.

Nasceu e vive em Portimão. Casado com uma mulher maravilhosa, é pai de um casal fantástico de filhos.

Tem formação académica na área da gestão, com especialização em marketing, tendo nos últimos 20 anos trabalhado em comunicação política e autárquica. Na presente data exerce funções de Chefe de Divisão de Informação, Comunicação e Marca, na Câmara Municipal de Portimão.

Em setembro de 2020 foi atingido por um raio e em pleno período de convalescença conheceu o ilustre artista e designer Ji Lee, ex-diretor criativo do Facebook e do Instagram, que após duas horas de conversa o desafiou para criar um projeto pessoal.

Foi então que a epifania se revelou e aliando a escrita, a fotografia mobile e a caminhada, Pedro Poucochinho desenvolveu o projeto criativo “Cadernos de Andarilho”.