Embaixador da Moldova em Portugal visita Lagos

Alexei Cracan passou pelo município lacobrigense, onde foi recebido pelo executivo da autarquia e presidente da Assembleia Municipal. Para além de visitar alguns locais onde ficou a conhecer mais sobre a história e recursos endógenos de Lagos, foi também lançada a proposta para o estabelecimento de laços de geminação com um concelho da Moldova.

Hugo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Lagos, recebeu oficialmente o Embaixador da Moldova na República Portuguesa e no Reino de Marrocos no edifício Paços do Concelho Séc. XXI, desde logo reforçando que o povo moldavo será sempre bem-vindo no concelho e que se tem mantido uma boa relação com a respetiva comunidade desde há muito tempo. Nas palavras do presidente da autarquia, “sempre nos esforçámos para facilitar a integração do povo da Moldova em Portugal e temos orgulho nos casos de sucesso que vimos nascer em Lagos em várias áreas”.

O embaixador fez-se acompanhar pela sua conselheira, Cristina Burian. Emocionado com a calorosa receção, o embaixador agradeceu, em nome do povo moldavo, todo o esforço de Portugal, e em particular de Lagos, no acolhimento de pessoas deslocadas que procuravam uma nova casa e uma nova vida. Já com famílias estabelecidas e crianças entretanto adultas, um dos esforços da embaixada tem sido o de facilitar a assimilação da cultura e realidade portuguesa, sem esquecer as raízes e as tradições moldavas.

Aproveitando o momento, Alexei Cracan lançou também o desafio de se estabelecer um acordo de geminação e amizade entre Lagos e um concelho moldavo que será entretanto proposto tendo em conta aspetos que possam facilitar os laços, convite que foi recebido com muito orgulho pelo presidente de Câmara. O embaixador apelou também ao voto para as eleições presidenciais na Moldova que decorrem em outubro deste ano (possibilidade de se votar em Portimão), recordando também que o país já oficializou a sua candidatura para entrar na União Europeia e que se espera uma decisão para breve.

Após a receção oficial, o embaixador teve oportunidade de fazer uma visita pelo Museu de Lagos Dr. José Formosinho e pelo centro de histórico da cidade, onde ficou a conhecer mais sobre a sua história, património, arte e cultura, ficando a tarde reservada para uma visita a um produtor de vinhos do concelho, um dos recursos endógenos de Lagos com cada vez mais destaque e projeção.