Dom Sebastião é mote de inspiração artística

Concurso de pintura integra o programa de comemorações dos 450 anos da Elevação de Lagos a Cidade.

“D. Sebastião na História de Lagos” é tema do concurso de pintura que, entre outras iniciativas e atividades, irá assinalar, em 2023, os 450 anos da passagem de Lagos à categoria de cidade. O título foi atribuído à então Vila Notável pelo jovem monarca no dia 27 de janeiro de 1573, que aqui fixou, igualmente, a residência do Governador do Reino do Algarve, tornando a cidade a mais importante da região e uma das mais importantes de Portugal e do seu império à época.

Decorridos quatro séculos e meio, o município pretende evocar essa sucessão de acontecimentos históricos, suscitar a curiosidade e o interesse da comunidade relativamente às figuras que marcaram esse tempo, assim como refletir sobre o mito do Sebastianismo, cujo simbolismo e importância política e social tiveram repercussões importantes em Portugal e até mesmo no Brasil.

Na cidade que tem como ex-libris de arte pública a estátua de El-Rei Dom Sebastião, da autoria de João Cutileiro, considerada como uma das obras inaugurais e marcantes da nova abordagem e linguagem da escultura e da estatuária, o concurso de pintura “D. Sebastião na História de Lagos” pretende estimular a criação, lançando à comunidade artística que desenvolve a sua atividade em território nacional o desafio para apresentar trabalhos que vão para além da representação física de D. Sebastião e contribuam para uma visão contemporânea desta figura ímpar e do mistério que a envolve.

De acordo com a normas de participação ontem aprovadas em reunião de câmara, o projeto é aberto a artistas com idade igual ou superior a 18 anos, que poderão participar com um máximo de duas obras da sua autoria, produzidas de acordo com o tema do concurso. As inscrições irão decorrer de 19 a 23 de dezembro, sendo obrigatória a apresentação de candidaturas, as quais serão posteriormente apreciadas por um júri, que selecionará os trabalhos destinados a integrar a exposição. É também ao Júri que cabe a responsabilidade de apreciar e distinguir os trabalhos a premiar, estando prevista a atribuição de quatro prémios pecuniários.

Para o público a data a reter será o dia 27 de janeiro de 2023, que marca a inauguração da exposição, a qual ficará patente no Centro Cultural de Lagos até 6 de maio.

Informação complementar:

  • Concurso de Pintura – Normas de Participação – disponíveis aqui
  • Formulário (Ficha de Inscrição e Ficha da Obra) – disponível aqui

PUBLICIDADE