Dois anos depois: ÁLVARO SAI DO F.C.S. LUIS

Ex-jogador e há anos como treinador de camadas jovens em vários clubes, sendo que nos últimos dois esteve ao serviço dos iniciados do F.C.S. Luís – um emblema histórico (88 anos) de Faro na formação , Álvaro Neves bateu com a porta “desiludido com a falta de reconhecimento”!

Manuel Luís

“O êxito deve-se sobretudo aos jogadores e alguns pais. Apesar de uma primeira fase fraca pela falta de jogadores, na segunda série ficámos invictos. Mas a Direcção do S.Luís, com excepcão do director, João Ribeiro, não teve o melhor comportamento com os miúdos. Assim, porque não quero ficar chateado com ninguém e primeiro está sempre um Clube Histórico, decidi sair! As pessoas passam, mas as instituições como o S. Luís fica!”. Começou por destacar Álvaro Neves, antes de um jantar, na “Tasca”, em Faro, oferecido aos jogadores pela mãe de um atleta.

Um repasto de fim de campeonato, onde não faltou o adjunto de Álvaro, a quem o técnico destacou ou trabalho, Diogo Geraldes, os jogadores, pais – mães e familiares dos atletas.

“Quando comuniquei aos jogadores a minha decisão perguntaram-me logo, mister para onde vamos? Eu respondi – vocês são jogadores do S. Luís”. Sublinhou o técnico.

Álvaro Neves vai mais longe nos seus lamentos: “Apesar de também termos um jogador, Edu, que foi treinar ao Benfica, também nem uma palavra de agradecimento”.

Mas, ciente que o Futebol Clube S. Luís vai ter uma nova direcção, que em breve (dia 30) toma posse, Álvaro Neves não Acredita que vá mudar ou melhorar, “se não tiver outros comportamentos e formas de apoiar os miúdos”! – Rematou em jeito de advertência ao novo executivo do F.C. S. Luís.

O meu futuro? “Logo se vê onde me sentirei bem”! Concluiu Álvaro Neves