Contagem decrescente para a segunda edição do Festival Histórico «Vila Real de Santo António Setecentista»

  • Evento âncora integra recriações históricas, cortejos, espetáculos e animação
  • Com entrada livre, serão três dias num ambiente e cenário únicos
  • Nos dias 17, 18 e 19 de maio de 2024, todos os caminhos vão dar a VRSA

Vila Real de Santo António recebe, nos dias 17, 18 e 19 de maio de 2024, a segunda edição do Festival Histórico «Vila Real de Santo António Setecentista».

Este é um novo evento âncora, promovido pela Câmara Municipal de VRSA, que pretende retratar a vida quotidiana da vila, no século XVIII, e destacar a sua importância histórica, cultural e social.

A iniciativadestina-se a assinalar o 248º aniversário da fundação de Vila Real de Santo António. Inaugura também a contagem decrescente das celebrações dos seus dois séculos e meio de história.

Desde as recriações, passando pelos cortejos, espetáculos e animações e terminando nos mercados e banquetes, não vão faltar motivos para visitar a cidade e ficar a conhecer todas as personagens de época.

Com entrada livre, serão três dias num ambiente e cenário únicos, constituídos pelo traçado urbano da zona histórica e pela imponência da Praça Marquês de Pombal.

Durante todos o evento não faltará animação, teatralizações que retratam episódios da história de Vila Real de Santo António, em transversalidade com a História de Portugal, recriações, mercados, gastronomia e espetáculos com muita luz e cor espalhados por vários palcos.

Cortejos históricos e mercados

Os cortejos pelas ruas do Centro Histórico constituirão um dos pontos altos do evento, reavivando uma tradição já enraizada na cidade que atrai centenas de pessoas.

Ao longo do fim de semana, haverá ainda animações teatro-circenses, com diversos ambientes cénicos, retratando episódios históricos ou cenas da vida quotidiana. Destaque ainda para os concertos musicais e para os espetáculos de danças barrocas.

No mercado, serão vendidos manjares frescos e acepipes doces, além do artesanato tradicional. Tudo isto será rematado com um conjunto de divertimentos para os mais novos.

Banquete

No sábado, dia 18 de maio, um dos pontos altos da noite será o banquete, no Centro Cultural António Aleixo. Aqui, os comensais terão a oportunidade de desfrutar do requinte e da magia de um manjar em homenagem a D. José I. Os protocolos, a etiqueta, a gastronomia da época e espetáculos variados fazem parte do menu.

Espetáculo de videomapping

Além de um intenso programa de animação, o último dia do festival, a 19 de maio (domingo), encerra com chave de ouro: um grandioso espetáculo final de videomapping, na Avenida da República, frente ao Rio Guadiana, onde não faltará cor, luz e música.

À exceção do banquete, todos os eventos têm entrada livre.

Mais Artigos