CM Loulé felicita lídia Jorge pelo grande prémio APE com o livro “misericórdia”

Loulé, 27 de julho de 2023

A Câmara Municipal de Loulé, na pessoa do seu presidente, Vítor Aleixo, congratula Lídia Jorge pela atribuição do Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores ao seu mais recente livro: “Misericórdia”.

O romance, escrito no pico da pandemia da Covid-19, vai já na quarta edição e será editado, em agosto, em França, seguindo-se Alemanha, Espanha e México. Esta é a segunda vez que a escritora louletana de renome internacional recebe este prémio: a primeira foi em 2002 com o livro “O Vento Assobiando nas Gruas”.

«“Misericórdia”, de Lídia Jorge, é um hino à leitura, à literatura e ao poder transformador de ambas na vida do humano, mas também ao poder da literatura para levantar do chão os desvalidos do tempo e do nosso imaginário social comum. Romance de uma rara maturidade discursiva, não deixa de nos surpreender pela sua aparente simplicidade, a qual exige do leitor um certo modo de afinação ou adestramento capaz de lhe permitir captá-lo na sua discreta complexidade”»ã, considerou o júri, presidido por José Manuel Vasconcelos e constituído por Isabel Cristina Rodrigues, Maria de Lurdes Sampaio, Mário Avelar, Paula Mendes Coelho e Salvato Teles de Menezes.

“Misericórdia” foi escolhido, por unanimidade, entre 86 livros submetidos a concurso. Uma deambulação pela velhice e pela solidão, este foi um romance que Lídia Jorge escreveu a pedido da sua mãe, Maria dos Remédios, que viria a falecer durante a pandemia de Covid-19 em Boliqueime. “Escrevi este livro sob o eco da voz da minha mãe”, disse a escritora algarvia, numa das várias entrevistas que deu aquando do lançamento do livro em outubro de 2022.

Lídia Jorge estreou-se em 1980, com a publicação de “O Dia dos Prodígios”, um dos livros mais emblemáticos da literatura portuguesa pós-revolução. Desde então tem publicado obras nas áreas do romance, conto, ensaio, teatro, crónica e poesia. Os seus textos têm sido adaptados para teatro, televisão e cinema e têm distinguidos com os principais prémios literários nacionais e internacionais. Amplamente traduzida e publicada no estrangeiro, entre os prémios que recebeu contam-se o Prémio ALBATROS da Fundação Günter Grass, o Prémio FIL de Literatura em Línguas Românicas de Guadalajara ou o Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários Associação Portuguesa de Escritores/Câmara Municipal de Loulé.

Mais Artigos