Cabeças de lista pelo Algarve debatem a crise na agricultura

  • Na sexta-feira, dia 9 de fevereiro realiza-se a conferência ‘Água e Algarve´ que reúne os candidatos cabeças de lista pelo Algarve às eleições legislativas: Jamila Madeira (PS); Miguel Pinto Luz (AD); Pedro Pinto (CHEGA); Pedro Bettencourt (IL); José Gusmão (BE); Catarina Marques (CDU).
  • O objetivo é debater a crise na agricultura algarvia, com foco nas recentes medidas de cortes na utilização de água na região para uso agrícola, que comprometem a sobrevivência desta atividade económica, e apontar soluções para o futuro.

A Comissão para a Sustentabilidade Hidroagrícola do Algarve (CSHA), que reúne entidades e agricultores algarvios, organiza esta sexta-feira, dia 9 de fevereiro às 16h30, uma conferência com os candidatos cabeças de lista pelo Algarve às eleições legislativas, para debater a crise na agricultora que assola a região devido à falta de água.

A conferência ‘Água e Algarve´, realiza-se entre  as 16h30 e 19h, no Auditório do Centro Pastoral de Pêra, Distrito de Faro e conta com os seguintes candiatos à Assembleia da República que concorrem pela região do Algarve:

Jamila Madeira, candidata do PS e ex- Secretária de Estado Adjunta e da Saúde; Miguel Pinto Luz, candidato da Aliança Democrática (AD) e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Cascais; Pedro Pinto, candidato do CHEGA, atual deputado da Assembleia da República; Pedro Bettencourt, candidato do Iniciativa Liberal e gestor de Operações Aeroportuárias e Emergência no Aeroporto de Faro; José Gusmão, candidato do Bloco de Esquerda e deputado do Grupo da Esquerda no Parlamento Europeu; Catarina Marques, candidata da Coligação Democrática Unitária (CDU), e anterior cabeça de lista pela mesma coligação nas últimas eleições.

Os restantes partidos com assento parlamentar, ainda não confirmaram, até à data, a participação no evento.

O debate inicia-se com uma intervenção de dez minutos para cada candidato. Após as intervenções iniciais, o debate abre-se às recentes medidas de cortes de água na região, que comprometem a sobrevivência da agricultura, em detrimento de outras atividades económicas, e as possíveis soluções alternativas para o grave problema hídrico da região.

Mais Artigos