Bombeiros de Lagos e agentes policiais encontram homem morto na habitação onde vivia sozinho nesta cidade

Não há suspeita de crime, tudo apontando para morte natural. Autoridades tiveram de arrombar a porta da casa, após alerta de populares para a ausência do indivíduo que trabalhava como pintor da construção civil.

José Manuel Oliveira

Um homem, de 75 anos e pintor da construção civil, segundo apurou o ‘Litoralgarve’, faleceu na habitação onde vivia sozinho na cidade de Lagos. “Foi uma morte natural, nada de anormal”, garantiu-nos uma fonte conhecedora da situação.

Autópsia no Gabinete-Legal do Hospital do Barlavento, em Portimão

De acordo com informações recolhidas pelo nosso Jornal, as autoridades foram alertadas por populares, que estranharam a ausência do indivíduo na sua actividade profissional. Agentes da Polícia de Segurança Pública e elementos do Bombeiros Voluntários de Lagos deslocaram-se à habitação, no dia 01 de Julho, tendo arrombado a porta e descoberto o corpo. Depois de confirmado o óbito por um clínico ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica, o cadáver foi levado para o Gabinete Médico-Legal do Hospital do Barlavento, em Portimão, a fim de ser autopsiado.

(Em actualização)

Mais Artigos