Autarquia de Vila Real de Santo António investe mais de 3 milhões de euros na requalificação dos Centros de Saúde

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Álvaro Araújo, assinou, esta terça-feira, na sede do Ministério da Saúde, na presença do Ministro Adjunto e da Coesão Territorial, Manuel Castro Almeida, e da Ministra da Saúde, Ana Paula Martins, três contratos de financiamento para a requalificação dos Centros de Saúde do concelho.

Os contratos, inseridos no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), dizem respeito aos programas de Requalificação e Ampliação dos Centros de Saúde. O investimento total para estes projetos é de 3,220.981,15 euros, dos quais 3.037.044,00 euros são financiados pelo PRR.

Este montante será distribuído entre três importantes unidades de saúde no concelho: o Centro de Saúde de Vila Real de Santo António, com um investimento total de EUR 2.779.950,00 e financiamento PRR de EUR 2.660.000,00; a Unidade de Saúde Familiar – Esteva, em Vila Nova de Cacela, com um investimento total de EUR 227.639,05 e financiamento PRR de EUR 185.164,00; e a Unidade de Saúde Familiar – Levante, em Monte Gordo, com um investimento total de EUR 213.392,10 e financiamento PRR de EUR 191.880,00.

As obras visam não só melhorar a infraestrutura física dos centros de saúde, mas também aumentar a eficiência energética, melhorar a acessibilidade, a segurança e o conforto para utentes e profissionais. Estes objetivos estão alinhados com as metas do PRR, que promovem a requalificação ou adaptação de edifícios para responder a estas necessidades.

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Álvaro Araújo, este investimento constitui um passo fundamental para a melhoria e ampliação da capacidade de resposta dos cuidados de saúde primários no concelho.

«Com estas intervenções, estamos a criar todas as condições para garantir que os nossos munícipes tenham acesso a cuidados de saúde de qualidade, em instalações modernas e adequadas. A requalificação dos centros de saúde do nosso concelho é, sem dúvida, um passo fundamental para melhorar o bem-estar da nossa população», afirma Álvaro Araújo.

Estas medidas reafirmam também o compromisso da autarquia de Vila Real de Santo António em contribuir para a construção de um sistema de saúde mais resiliente, próximo e eficiente.