Assaltado durante a madrugada, após vidro da porta partido, o restaurante-bar «Berlim», na Meia-Praia, em Lagos, de onde terão sido levados mais de 250 euros em moedas, além de um tablete e um telemóvel

A Polícia Marítima de Lagos, que tomou conta da ocorrência, suspeita de que o ladrão, com ligação a tráfico e consumo de droga, é o mesmo responsável por dezenas de assaltos nos últimos meses, na sua maioria a estabelecimentos da restauração e do comércio, neste concelho. E, agora, até deixou objetos que indiciam ter-se injetado.

José Manuel Oliveira

Mais um assalto a um estabelecimento, no concelho de Lagos, durante a madrugada, com vidros partidos. Desta vez, o alvo foi, pouco depois das 04.30 horas de sábado, 06 de Maio de 2023, o restaurante-bar ‘Berlim’, situado na zona da Meia-Praia, a poucos metros do areal, junto a passadiços e perto da linha do caminho de ferro e do antigo apeadeiro.

FURTADA     CAIXA    COM    MOEDAS    DA   ASSOCIAÇÃO    DE     PROTEÇÃO    DE   ANIMAIS   ‘CADELA   CARLOTA’

“Foi levada uma caixa com moedas, da Associação de Proteção de Animais ‘Cadela Carlota’, que não estava cheia, mas teria 50  a  60  euros; uma lata destinada a gorjetas, a qual nada tinha; um copo com moedas para facilitar trocos e que teria cerca de  70 euros; uma embalagem com 70 a 80 euros em moedas, um copo com 50 euros em pequenas moedas; um tablete ligado a um sistema para levar as contas das faturas [aos clientes]; e um telemóvel para música, no valor de 200 a 300 euros”, contou, em declarações ao ‘Litoralgarve’, o proprietário daquele restaurante, Manuel Almeirão, que vai apresentar queixa na Polícia Marítima de Lagos, responsável por esta área do concelho.

“AS   AUTORIDADES    NÃO   PODEM   FAZER    MUITO    MAIS”,    APESAR   DE    “HAVER    ESTRAGOS”.   “COMO   É   POSSÍVEL?…”  –   INTERROGA-SE   MANUEL    ALMEIRÃO,   PROPRIETÁRIO   DO    RESTAURANTE -BAR  ‘BERLIM’,   AO    «LITORALGARVE’

“Já aqui estiveram agentes da Polícia Marítima e dão a entender que sabem quem é o indivíduo que assaltou o meu estabelecimento”, referiu aquele empresário. “As autoridades não podem fazer muito mais”, apesar de “haver estragos”, observou, interrogando-se: “como é possível?…”

Refira-se que o ladrão, com ligação a tráfico e consumo de droga, será o mesmo responsável por dezenas de assaltos nos últimos meses, na sua maioria a estabelecimentos da restauração e do comércio, neste concelho. Aguarda a sentença do tribunal por outros furtos cometidos em Lagos, a fim de ir preso.

“UMA   SENHORA  VIU”   O   ASSALTANTE,  MAS   NÃO   SE   ENVOLVEU,   PORQUE  “TINHA   MEDO”   DE   SOFRER   REPRESÁLIAS.  TELEFONOU    AO   DONO   DO  RESTAURANTE   A  ALERTÁ-LO 

Por volta das “04h.30m. / 05.00 horas” da madrugada de sábado, 06 de Maio de 2023, Manuel Almeirão foi alertado, por telemóvel, para o assalto ao seu restaurante, “por uma senhora” que passou nesta zona “e viu” o autor do crime, mas não se envolveu, porque “tinha medo” de sofrer represálias. Contudo, deu para perceber que “não estava encapuzado.” Quando o empresário ali chegou, já a parte debaixo do vidro da porta de entrada estava partido. Tal permite concluir que o ladrão teve de agachar e encolher para conseguir entrar no estabelecimento, onde não existe alarme.

“PROBLEMAS   NO   SISTEMA”    DAS    CÂMARAS    DE   VIDEOVIGILÂNCIA    LEVAM    EMPRESÁRIO   A   PEDIR   EXPLICAÇÕES    AOS    TÉCNICOS    

Por outro lado, as câmaras de videovigilância não possibilitam detetar a presença do assaltante, devido a “problemas no sistema”,  referiu ao ‘Litoralgarve’ o dono do restaurante-bar «Berlim», que vai “contactar os técnicos” da empresa de segurança, a fim de esclarecer a situação que provocou esta falha.

O que acabou por surpreender tanto o pessoal deste estabelecimento, como os agentes da Polícia Marítima, que tomaram nota da ocorrência, é o facto de o autor do assalto ter deixado, no local, pequenos objetos que indiciam “ter-se injetado nas veias”. O nosso Jornal viu, nomeadamente, uma pequena embalagem “nasal” de “soro fisiológico”, como se pode ler num rótulo.

(Em atualização)