“Albufeira faz parte da sua vida” em destaque pela organização mundial de turismo

A Estratégia de Desenvolvimento, Promoção e Atração de Novos Turistas em Albufeira ganha destaque mundial. A campanha sob o lema “Albufeira faz parte da sua vida” foi protagonista de um dos artigos da newsletter de maio da Organização Mundial de Turismo, que atinge 153 países e mais de 500 membros de afiliados por todo o mundo, significando o alcance de vários milhões de pessoas. José Carlos Rolo, presidente da Câmara de Albufeira, revela que este “reconhecimento internacional destaca o trabalho árduo e a dedicação de todos os envolvidos no projeto, reforçando a imagem de Albufeira como um destino de excelência”.

Albufeira foi um dos grandes destaques da edição de maio da newsletter da Organização Mundial de Turismo, devido à nova Estratégia de Desenvolvimento, Promoção e Atração de Novos Turistas em Albufeira.

O projeto coordenado pelo IPDT-Turismo foi recentemente apresentado em abril no Salão Nobre dos Paços do Concelho (dia 9 de abril) e tem como objetivo consolidar Albufeira como o Melhor Destino Turístico de Sol e Mar de Portugal.

“Albufeira faz parte da sua vida” é o lema que resume o posicionamento estratégico de Albufeira 2030, e nesse sentido, o concelho é visto como “um destino que guarda as memórias de várias gerações, cria um forte vínculo com seus visitantes, é um refúgio, um santuário recreativo e de descanso para famílias e amigos”, como se pode ler na publicação.

José Carlos Rolo expressou a sua satisfação por “este reconhecimento internacional que destaca o trabalho árduo de todos os envolvidos no projeto, reforçando a boa imagem de Albufeira e promovendo-a como destino de excelência”. O presidente da Câmara de Albufeira referiu ainda que “O Sol e Mar continuam a ser o principal foco da atividade turística, apesar de ser necessário que se faça conhecer outros grandes programas e iniciativas em andamento no Município, que servem como mecanismo de diversificação do público e do tipo de turismo, no sentido de diminuir a sazonalidade”.

Mais Artigos