2,5 Toneladas de papel serão convertidas em alimentos para apoiar a Instituição MAPS- Movimento de Apoio as Problemáticas Sociais.

Os alunos do Curso de Educação e Formação, na vertente de Empregado de Restaurante e Bar, durante o primeiro semestre, desenvolveram uma louvável iniciativa que interligou a educação, a consciência social e a solidariedade.

Partindo de uma campanha de recolha de papel intitulada “Kilos de Papel por Kilos de Komida”, a ação visou a promoção da consciência ambiental, mas também, a transformação de cada quilo de papel recolhido, numa contribuição direta para ajudar as pessoas que se encontram numa situação de vulnerabilidade social e as pessoas em situação de sem-abrigo da cidade de Quarteira.

O MAPS através das Equipas de Intervenção Direta, Projecto Cuida-te e Projecto Legos, tem apoiado esta população.

O Presidente do MAPS, Fábio Simão, salienta que: “O impacto de um pequeno gesto é por si só capaz de mudar o mundo de muitas pessoas.”

Durante as últimas semanas, os estudantes empenharam-se na recolha de papel por toda a comunidade, sensibilizando-a para a importância da reciclagem, mas também para o impacto positivo que a solidariedade pode ter na vida daqueles que mais precisam.

O papel recolhido será depois convertido em quilos de alimentos.

Este projeto é sobre o meio ambiente e a reciclagem de papel, mas também sobre a formação de cidadãos conscientes e socialmente responsáveis.

Ao envolver os alunos nas iniciativas solidárias, a escola complementa o currículo académico, mas também contribui para a construção de uma sociedade mais consciente, promotora do desenvolvimento de valores como o humanismo, a partilha, a empatia e a ajuda.

Os estudantes aprenderam sobre a importância do trabalho em equipa; perceberam a dinâmica envolta da organização de campanhas e gestão de projetos, assim como testemunharam o poder transformador das suas ações na comunidade.

O professor responsável pelo projeto, André Pereira Rodrigues, bem como a Diretora de Turma que leciona Cidadania e Mundo atual, Liliana Caetano, destacam a importância do desenvolvimento da consciência social dos alunos.

“Estamos a formar futuros profissionais de restaurante e bar, mas também cidadãos que compreendem o papel crucial que desempenham na sociedade e o poder transformador que as suas ações podem ter. Ao participar ativamente em iniciativas solidárias, os alunos desenvolvem a empatia, a compaixão e a compreensão das questões sociais.”

A instituição MAPS já recolheu este papel todo, agraciou-nos, e acrescentou a cópia da guia, que comprova o valor total desta campanha.