1.º Bootcamp Ambiental “Action Learning for a Green Bio-future” contou com a participação de 120 alunos de Portimão

Portimão recebeu entre 19 e 23 de fevereiro o 1.º Bootcamp “Action Learning for a Green Bio-future” no qual participaram 120 alunos oriundos dos Agrupamentos de Escolas da Bemposta e Poeta António Aleixo.

A ação decorreu no âmbito do projeto Europeu Town Twinning, liderado pelo Município de Portimão, cujos parceiros são o Município turco de Bayrakli, Izmir, o ISMAT – Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes, designadamente o curso de Design da Comunicação e mestrado de Design para a Economia Circular,e a Universidade de Izmir, tendo sido identificada a forma como poderão desenvolver-se experiências práticas e pedagógicas ajustadas à implementação de projetos orientados para o biodesign e biomateriais.

O bootcamp para criação de um BiomaterialKit teve lugar no coração da cidade, em espaço contiguo ao Museu de Portimão e equipado pelo Município, no sentido de permitir que os alunos usufruíssem de bancadas de trabalho preparadas para a colaboração e facilitação de processos e dinâmicas de grupo, enquanto no espaço exterior decorreram diversas iniciativas de interação e promoção de espírito de grupo.

No total, participaram 15 grupos de trabalho compostos por oito alunos cada, representativos dos dois agrupamentos de escolas envolvidos, tendo os docentes e investigadores do ISMAT desafiado os alunos a desenvolverem um processo de design ao longo da semana, com diferentes focos e de forma evolutiva.

O principal foco centrou-se na compreensão e entendimento sobre hábitos de consumo atuais, sustentabilidade, biomateriais e natureza.

Experimentações em sala de aula

Após a consolidação das referidas bases, foi possível desenvolver com os alunos uma visão de como o BiomaterialKit poderá ser instrumentalizado, nomeadamente através da cocriação de cenários de aprendizagem, dos recursos de suporte aos desafios de projeto orientados para a experimentação de biomateriais (manuais de receitas, guias de aprendizagem, recursos multimédia) e, por fim, a cocriação do equipamento/Mobile_Lab para apoiar estes projetos e experimentações em sala de aula, que será construído em cada uma das escolas participantes no projeto.

“A participação dos jovens é fundamental, assim como a incorporação destas matérias nas escolas”, salientou a propósito o vice-presidente da Câmara Municipal de Portimão, Álvaro Bila, na sua visita ao bootcamp, durante a qual toda a equipa demonstrou o trabalho realizado e exemplos do valor acrescido da iniciativa, sobretudo em termos do conhecimento aplicado e da transferência de conhecimento entre o ISMAT e as escolas, abrangendo docentes e alunos.

Segundo os responsáveis pelo bootcamp, “os objetivos propostos por esta atividade apenas são alcançados promovendo uma ligação profunda entre a investigação no âmbito do ensino superior com os agentes educativos do território, tendo o Município o papel de impulsionar, desta forma, uma mudança de comportamentos.”

Ao bootcamp deste mês, segue-se a 25 de maio uma ação de sensibilização dirigida à comunidade portimonense, estando a ser planeada para outubro de 2024 um workshop final, que irá divulgar os trabalhos desenvolvidos ao longo do ano e o “BiomateralKIT” a entregar aos agrupamentos de escolas que participaram no projeto.

Mudança urgente de comportamentos

O projeto “Town Twinning Turkey and EU – II (Twinning for a Green Future) Grant Scheme”, liderado pelos Municípios de Portimão e de İzmir Bayraklı, em parceria com o ISMAT e a Universidade de Economia de Izmir, foi iniciado em 1 de novembro de 2023, e tem a duração de um ano e o valor de 115,955.52 euros, destinando-se a ativar o BiomaterialKIT nas escolas e nas comunidades envolvidas.

Em Portimão, este projeto conta com a participação de alunos e professores da EBS Bemposta e da Escola Secundária Poeta António Aleixo, e futuramente será alargado a outros agrupamentos e agentes da comunidade.

O propósito é a criação de metodologias e práticas para contexto letivo, a integração destas matérias em projetos aplicados, ações de integração na comunidade e o desenvolvimento de estratégias, planos e roteiros locais relativos às alterações climáticas e à sustentabilidade, no sentido de mudar radicalmente comportamentos e desacelerar o processo de destruição do planeta.