Os desejos de António Santos, residente em Lagos, para 2024: “Gostaria de ver mais limpeza na cidade e o património recuperado, numa altura em que está ao abandono, como o Forte da Ponta da Bandeira e o Parque das Freiras”

E também “gostaria de ver, finalmente, o novo hospital de Lagos, pois o edifício que agora existe, designado por Hospital Terras do Infante, é, apenas, um remendo”, sublinha este empresário reformado, de 76 anos e guia turístico.

Litoralgarve – Onde e com quem passou o final do ano de 2023 e o início de 2024?

António Santos – Passei com a minha mãe e o meu irmão, como sempre acontece, a ver televisão, a comer, a beber e a ver o fogo-de-artifício à meia-noite.

Litoralgarve – O que espera deste novo ano? Qual o seu principal objectivo?

António Santos – Em primeiro lugar, ter muita saúde é o mais importante, tal como os meus familiares e amigos. Depois, espero ver Portugal numa situação melhor do que aquela em que se encontra.

“Lagos necessita de um festival de música todos os meses, com espectáculos e diversão para pôr toda a gente a dançar. Esta é, também, uma forma de contribuir para dinamizar a actividade comercial, a restauração, os bares, a economia, em geral”

Litoralgarve – E o que gostaria de ver na cidade de Lagos?

António Santos – Gostaria de ver, finalmente, o novo hospital de Lagos, pois o edifício que agora existe, designado por Hospital Terras do Infante, é, apenas, um remendo. O outro até tinha mais condições. É muito importante um novo hospital para Lagos.

Por outro lado, gostaria de ver mais limpeza na cidade e o património recuperado, numa altura em que o mesmo está ao abandono, como é o caso do Forte da Ponta da Bandeira, há meses encerrado, além da Casa do Espingardeiro. Também gostaria de ver recuperado o Parque das Freiras, de ver um bom mercado semanal, como existe noutras cidades, e mais animação, com mais eventos durante todo o ano. Lagos necessita de um festival de música todos os meses, com espectáculos e diversão para pôr toda a gente a dançar. Esta é, também, uma forma de contribuir para dinamizar a actividade comercial, a restauração, os bares, a economia, em geral, atraindo mais turistas a este concelho.

“Mais limpeza nas freguesias e estradas em melhores condições”

Litoralgarve – E nas freguesias?

António Santos – Em relação às freguesias do concelho de Lagos – Odiáxere, Luz, Bensafrim / Barão de São João e São Gonçalo de Lagos – gostaria de ver mais limpeza e estradas em melhores condições.

Ao presidente da Câmara Municipal de Lagos, “desejo-lhe que, finalmente, escute mais as pessoas e tenha mais contacto, convívio com a população nas ruas e noutros locais públicos”

LItoralgarve – O que deseja ao presidente da Câmara Municipal de Lagos, Hugo Pereira, para este novo ano?

António Santos – Desejo-lhe que, finalmente, escute mais as pessoas e tenha mais contacto, convívio com a população nas ruas e noutros locais públicos.

Litoralgarve – E como residente na cidade, o que espera do presidente da Junta de Freguesia de São Gonçalo de Lagos, Carlos Saúde?

António Santos – Que tenha mais interação com a população e seja menos arrogante.

“Benfica, de novo, campeão nacional de futebol, selecção a ganhar o título europeu, além de uma boa prestação dos atletas portugueses nos Jogos Olímpicos”

Litoralgarve  –  Em termos desportivos, o que gostaria de ver no ano de 2024 em Portugal?

António Santos – Gostaria de ver o Benfica, de novo, campeão nacional de futebol e o país sem violência no desporto. E num ano com grandes competições a nível internacional, gostaria de ver, novamente, a selecção nacional de futebol ganhar o título europeu, além de uma boa prestação dos atletas portugueses nos Jogos Olímpicos, em Paris.

“Gostaria de ver, finalmente, um governo a pôr Portugal em ordem na saúde, na educação e na habitação. Também gostaria de ver um novo hospital no Algarve e tomada a decisão de construir o novo aeroporto e que este ficasse situado na zona de Alcochete. Espero que tudo isso aconteça com a direita a governar”

Litoralgarve – E a nível político?

António Santos – Gostaria de ver, finalmente, um governo a pôr Portugal em ordem na saúde, na educação e na habitação. Também gostaria de ver um novo hospital no Algarve e tomada a decisão de construir o novo aeroporto e que este ficasse situado na zona de Alcochete. Espero que tudo isso aconteça com a direita a governar, pois, como se tem visto, com a esquerda o país não vai a lado nenhum. Mas, infelizmente, penso que vai haver uma nova geringonça, com partidos de esquerda. Muitas pessoas amigas não gostam de me ouvir dizer isto, mas é o que penso: Portugal necessita do Chega para governar e André Ventura poderá ser o próximo primeiro-ministro, o que seria uma vantagem para mudar o país.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, “é simpático, mas terá de deixar de ser folclórico”

Litoralgarve  – O que deseja ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa?

António Santos – Além de saúde, desejo que se torne mais acutilante. É simpático, mas terá de deixar de ser folclórico.

“Não acredito que António Costa esteja envolvido em casos de corrupção, nas suspeitas que acabaram por o levar a demitir-se de chefe do governo e de secretário-geral do Partido Socialista”

Litoralgarve  – E ao primeiro-ministro, António Costa?

António Santos – Foi muito mau primeiro-ministro, mas também lhe desejo muita saúde. Não acredito que esteja envolvido em casos de corrupção, nas suspeitas que acabaram por o levar a demitir-se de chefe do governo e de secretário-geral do Partido Socialista. Mas António Costa rodeou-se de ministros e outros responsáveis que acabaram por arrastá-lo para essa situação.

 

 

José Manuel Oliveira