Município de albufeira revela resultados do “estudo de avaliação da passagem de ano 2023”

O Município de Albufeira tem já o resultado do “Estudo de Avaliação dos Impactos do Evento Passagem de Ano 2023 na Economia do Turismo e Imagem de Albufeira”, um trabalho produzido pela Universidade do Algarve – Ualg, sob a coordenação de Maria João Custódio (Marketing dos Destinos e Comunicação) e Fernando Perna (Economia Regional). O estudo demonstrou que os resultados são extremamente positivos para o desenvolvimento económico local e na ativação e promoção da marca ‘Albufeira’. A Passagem de Ano, em Albufeira, com mais de duas décadas de existência, tem sido um dos momentos âncora do calendário de eventos do concelho e consiste na celebração partilhada por milhares de residentes e visitantes, tornando a noite de dia 31 de dezembro, uma das mais mediáticas e presenciadas a nível nacional.

Já são conhecidos os resultados do “Estudo de Avaliação dos Impactos do Evento Passagem de Ano 2023 na Economia do Turismo e Imagem de Albufeira”. Solicitado pelo Município de Albufeira à Universidade do Algarve – Ualg, o trabalho demonstrou que a “Passagem de Ano em Albufeira” traz resultados de excelência para o concelho no que concerne ao desenvolvimento económico local e imagem do território/destino.

O presente estudo, coordenado por Maria João Custódio (Marketing dos Destinos e Comunicação) e Fernando Perna (Economia Regional), constitui uma “observação agregada on going e ex post da passagem de ano em Albufeira 2023: Carpe Nox e Paderne Medieval”.

A metodologia adotada possui natureza mista, métodos qualitativos e quantitativos, e é suportada por dados sobre os fluxos de procura, características da oferta e informação organizacional cedida pela Câmara Municipal de Albufeira, bem como, foi feito um questionário aos participantes do evento e às empresas com atividade no concelho.

No questionário, que incluía 32 ou 22 questões agrupadas em dois grupos, para os visitantes e as empresas, lê-se que “os resultados são francamente aderentes do espirito e objetivos que estão na origem da celebração de passagem de ano em Albufeira. De facto, entre outras apreciações possíveis, existem referências de superior relevo na composição da imagem percecionada do evento, nomeadamente, organização, luz, diversão/festa, animado, espetacular, diferente e música”.

O estudo revelou, igualmente, que “é possível estimar um impacto económico direto total, no valor de 15.658.031 euros”, garantindo a rentabilidade económico-social do evento (investimento vs. retorno), como também “produz efeitos multiplicadores interessantes em termos de origem das despesas”, dado que 97% deste valor é gerado por não residentes no concelho, nacionais na sua maioria.

A investigação indicou que o evento é extremamente relevante para o concelho, uma vez que expande a época turística no tempo gerando “fluxos turísticos num período oposto à época alta do veraneio, com consequências positivas em termos de rentabilização de investimentos e equipamentos, públicos e privados, relacionados com a gestão do território e com os setores do alojamento, restauração, comércio, transportes e animação, garantindo que “o destino foi procurado nestas datas porque existe o evento” (76% dos visitantes).

José Carlos Rolo mostrou-se muito satisfeito com os resultados obtidos e afirmou que “estes dados comprovam o sucesso e a importância da Passagem de Ano em Albufeira, não só para a economia local, mas também como forma de promoção e divulgação da boa imagem de Albufeira além-fronteiras”. O presidente da Câmara Municipal de Albufeira acrescentou que “o evento beneficia todos ou quase todos, os setores dentro do concelho e que para além de já ser uma tradição, existem agora provas de que o investimento feito pelo Executivo é consideravelmente vantajoso para Albufeira”.