Mulher detida no concelho de Portimão, por militares da GNR, devido a furto de autocaravana, em Espanha, foi constituída arguida e fica em liberdade à espera dos tribunais

É companheira de um homem, de 45 anos, que se encontra em prisão preventiva, após ter sido apanhado por elementos daquela força de segurança, na sequência de assaltos a viaturas na Luz, no concelho de Lagos, e no município de Portimão, envolvendo, também, dinheiro, cartões bancários, ouro, vestuário e outros utensílios.

José Manuel Oliveira

Uma mulher, de 40 anos, foi detida no concelho de Portimão, por militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda Nacional Republicana (GNR), desta cidade, devido ao furto de uma autocaravana, em Espanha, e que acabou, agora, por ser recuperada. O caso ocorreu entre os passados dias 28 de Junho e 01 de Julho, tendo a suspeita sido constituída arguida e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Lagos. Como tal, está liberdade e aguarda o decurso do processo.

  Segundo revelou o Comando Territorial de Faro da GNR, em comunicado divulgado na tarde de terça-feira, 02 de Julho de 2024, o sucedido surgiu no âmbito de uma investigação por furto em veículo, ocorrido no dia 01 de Maio, na vila da Luz, no concelho de Lagos, como o ‘Litoralgarve’ noticiou, e “da qual havia resultado a detenção de um homem, de 45 anos, sujeito, neste momento, à medida de coação de prisão preventiva” por ordem de um juiz de instrução criminal. A mulher, que agora foi detida, no concelho de Portimão, é companheira desse homem.

Autocaravana, que tinha sido furtada em Fevereiro deste ano na cidade espanhola de Alicante, apresentava o número de quadro viciado e ostentava matrículas falsas, também furtadas naquela localidade

Depois de ele ter sido preso, os militares da GNR levaram a efeito diligências complementares de investigação, o que permitiu, agora, recuperar diversos artigos furtados, entre os quais se destaca “uma autocaravana que havia sido furtada, no passado mês de Fevereiro, em Alicante, Espanha, que apresentava o número de quadro viciado e ostentava matrículas falsas, também elas furtadas naquela localidade” do país vizinho, refere o comunicado.

GNR recuperou e apreendeu “uma autocaravana furtada, avaliada em vários milhares de euros; uma bicicleta elétrica furtada, avaliada em cerca de três mil euros; um veículo ligeiro de passageiros de matrícula estrangeira; cinco telemóveis; um tablet e diversa documentação furtada”, entre outros artigos

E acrescenta: “No seguimento da investigação foi dado cumprimento a três mandados de busca, uma domiciliária e a duas em veículos, que permitiram recuperar e apreender diversos artigos, destacando-se:

Uma autocaravana furtada, avaliada em vários milhares de euros;

• Uma bicicleta elétrica furtada, avaliada em cerca de três mil euros;

• Um veículo ligeiro de passageiros de matrícula estrangeira;

• Cinco telemóveis;

• Um tablet;

• Diversa documentação furtada.

Os furtos cometidos nos concelhos de Lagos e de Portimão, pelo companheiro da mulher agora descoberta pelas autoridades

Recorde-se que o companheiro da mulher agora constituída arguida, furtou um carro na Praia da Luz, no concelho de Lagos, a 01 de Maio de 2024, Dia Mundial do Trabalhador, e foi detido quinze dias depois por militares da GNR, na posse de 254 euros, telemóveis, relógios, um fio de ouro, gás pimenta, vestuário, uma catana e um aspirador, como o ‘Litoralgarve’ descreveu na altura. Está, também, envolvido no furto de uma viatura no concelho de Portimão. A investigação da GNR, realizada em Maio, permitiu identificar e localizar o suspeito. Além de furtar artigos existentes nos veículos, o homem, de 45 anos, utilizava os cartões bancários das vítimas para efetuar compras ou levantamentos de dinheiro.

Agora, é também a companheira que está a contas com a justiça.