Movimento de Utentes dos Serviços Públicos Algarve e Utentes do SNS de Messines convocam nova concentração em defesa do Serviço Nacional de Saúde

O Movimento de Utentes dos Serviços Públicos do Algarve (MUSP – Algarve) e a Comissão de Utentes do SNS de São Bartolomeu de Messines agendaram para a próxima quarta-feira, dia 20 de Julho de 2022, pelas 9h30, uma concentração junto da Extensão de Saúde de São Bartolomeu de Messines, com o seguinte propósito:

– Reclamar a contratação de mais médicos e restante pessoal;

– Reclamar a diminuição do tempo de espera na marcação de consultas

– Reclamar o alargamento do horário da extensão de saúde de S. B. de Messines

– Defender a extensão de saúde de S. B. de Messines e o Serviço Nacional de Saúde

O MUSP –  Algarve e a Comissão de Utentes do SNS de São Bartolomeu de Messines assumem a necessidade desta iniciativa, realizada no âmbito de um vasto de iniciativas organizadas a nível nacional por diversas Comissões de Utentes integradas no Movimento de Utentes de Serviços Público, como forma de recordar da necessidade, em São Bartolomeu de Messines, como no distrito e no país, valorizar o Serviço Nacional de Saúde como uma das mais importantes conquistas do 25 de Abril de 1974, fruto da luta do Povo, que aliado aos profissionais de Saúde, conseguiram construir um dos mais importantes pilares do nosso bem-estar e da nossa qualidade de vida. Hoje importa defender essa obra maior dos portugueses. 

Com o surto epidémico, ficou claro, para todo o País, a importância vital e fundamental do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Por isso não se entende como pode haver quem continue a apostar na sua degradação e menorização, em detrimento de um Sistema Nacional de Saúde, engendrado nas negociatas e interesses ligados ao Negócio da Doença, que a Constituição da República Portuguesa não contempla.

Reclamos, por isso, do Governo soluções imediatas e duradouras, que garantam a recuperação e o futuro do Serviço Nacional de Saúde com resposta adequada, preventiva e de proximidade

Mais Artigos