Ladrão de Lagos detido pela GNR de Portimão,   durante a madrugada desta sexta-feira,no aeródromo da Penina

GNR de Lagos prestou apoio na operação que conduziu à detenção do homem, contaram ao ‘Litoralgarve’. Tem 52 anos, é português e está há muito tempo referenciado pelas autoridades como sendo o autor de dezenas de assaltos no concelho de Lagos, na sua maioria a estabelecimentos do sector da restauração e comerciais, com vidros partidos, de noite, nos últimos meses.

José Manuel Oliveira

Militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Portimão detiveram, em flagrante delito, pelas 04h30m desta sexta-feira, 12 de Maio de 2023, no aeródromo da Penina, situado na zona de Montes de Alvor, segundo apurou o ‘Litoralgarve’, o homem, português, de 42 anos e há muito tempo referenciado pelas autoridades como sendo o autor de dezenas de assaltos, na sua maioria a estabelecimentos do sector da restauração e comerciais, com vidros partidos, de noite, nos últimos meses, no concelho de Lagos.

A operação de detenção deste indivíduo, que tem provocado um sentimento de muita indignação e alarme social em residentes e empresários, contou com o apoio da GNR de Lagos, como conseguimos, agora, saber.

Assalta  de   noite   e   passeia,  calmamente,   de  dia   em  Lagos,   onde   é   visto   por   populares 

Para já, desconhece-se qual foi, desta vez, o meio de transporte utilizado pelo indivíduo, que vive na cidade de Lagos e onde é visto, muitas vezes, durante o dia, por populares, que bem o conhecem, a passear calmamente. Recorde-se que, na madrugada de quinta-feira, 11 de Maio de 2023, após ter furtado, dias antes, uma ‘scooter elétrica’, de acordo com informações recolhidas pelo nosso Jornal, assaltou quatro estabelecimentos na Praia da Luz, de onde levou, no total, mais de trezentos euros. Sobre esse assunto, o ‘Litoralgarve’ vai apresentar, nesta sexta-feira, uma reportagem efetuada no local, junto de alguns dos proprietários lesados.

 “Afinal, que tipo de policiamento existe durante as madrugadas em Lagos?” –  pergunta   um   empresário   da   restauração

“Foi necessário o homem ir para o concelho de Portimão para ser detido em flagrante pela GNR”, observou, nesta manhã, o dono de  um estabelecimento recentemente assaltado em Lagos, interrogando-se sobre a atuação da brigada de Investigação Criminal da Polícia de Segurança Pública desta cidade. “Afinal, que tipo de policiamento existe durante as madrugadas em Lagos?” – questionou, numa altura em que há já empresários a passar as noites nos seus estabelecimentos para prevenir eventuais assaltos.

É que o montante dos prejuízos resultantes de vidros partidos, com recurso a uma pedra, como tem sido o ‘modus operandis’ do assaltante, ligado ao trafico e consumo de droga, nomeadamente heroína (e que até já esteve preso e aguarda a sentença por outros furtos cometidos) tem sido superior ao valor dos furtos em moedas levadas de caixas registadoras e de gorjetas.

(Em atualização