Irlandês, de 57 anos, morre ao chegar ao areal na praia de Benagil, zona do Carvoeiro, no concelho de Lagoa, após se ter sentido mal quando tomava banho no mar

Óbito foi declarado, no local, por um médico do INEM. Autópsia a realizar nas instalações do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses de Portimão, junto ao Hospital de Barlavento, esclarecerá as causas da morte.

José Manuel Oliveira

Houve mais uma morte em praias do Algarve a anteceder o Verão de 2024. Desta vez, a vítima foi um homem, de 57 anos e nacionalidade irlandesa, que terá sofrido uma paragem cardiorrespiratória, na tarde de segunda-feira, dia 27 de Maio, depois de ir a banhos no mar, no interior da gruta Algar de Benagil, zona do Carvoeiro, no concelho de Lagoa, acabando por falecer já no areal da praia para onde o levaram.

Alerta recebido às 14h.58m. obriga as autoridades a mobilizar meios de socorro para o local

“Na sequência de um alerta recebido pelas 14h58, a informar que uma pessoa se tinha sentido mal ao chegar ao areal do Algar de Benagil, deslocaram-se de imediato para o areal da praia de Benagil elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Portimão, bem como da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica). Deslocaram-se, também, para o local elementos dos Bombeiros Voluntários de Lagoa”, referiu, em comunicado, o Gabinete de Imagem e Relações Públicas da Autoridade Marítima Nacional.

Vítima retirada do interior do Algar de Benagil por uma embarcação marítimo-turística e levada para o areal da praia, onde elementos do INEM tentaram manobras de reanimação

Quando os elementos desse dispositivo de prestação de socorro chegaram à praia de Benagil, constataram que “a vítima teria sido retirada do interior do Algar de Benagil por uma embarcação marítimo-turística para o areal da praia, onde foi assistida pelos elementos do INEM, que realizaram manobras de reanimação, não tendo sido possível reverter a situação”, acrescentou o comunicado.

Especialistas do Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima prestam apoio aos familiares do falecido

De acordo com a Autoridade Marítima Nacional, “o óbito foi declarado no local pelo médico do INEM”. Posteriormente, os Bombeiros Voluntários de Lagoa procederam ao transporte, numa ambulância, do corpo da vítima para as instalações do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses de Portimão, junto ao Hospital de Barlavento, a fim de ser efetuada a autópsia para determinar as causas da morte do cidadão irlandês. Por sua vez, elementos do Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima começaram a prestar apoio aos familiares do falecido, como sucede neste tipo de situações. O Comando-local da Polícia Marítima de Portimão tomou conta da ocorrência.

Três mortes desde meados de Abril em praias algarvias

Esta é a terceira vítima mortal registada em praias do Algarve em pouco mais de um mês. Recorde-se que, como o ‘Litoralgarve’ noticiou, no dia 15 de Abril uma mulher, de 26 anos e nacionalidade alemã, morreu na Praia dos Robalinhos, situada na zona do Martinhal, freguesia de Sagres, no concelho de Vila do Bispo, após ter caído de uma falésia com mais de quarenta metros de altura, enquanto fotografava o local.

Já a 20 de Abril, um cidadão irlandês, de 52 anos, acabou por falecer no areal da Praia do Inatel, em Albufeira, após ter sido retirado do mar em dificuldades por outras pessoas.

Mais Artigos