Francisca Jorge e Matilde Jorge repetem final de pares no Loulé Ladies Open

Francisca Jorge derrotada nos “quartos” de singulares Domingo será dia de jornada dupla para as finalistas

Um ano depois, as irmãs Francisca Jorge e Matilde Jorge voltaram a apurar-se para a final de pares do Loulé Ladies Open, torneio internacional de 25.000 dólares que o Clube de Ténis de Loulé organiza com os apoios da Câmara Municipal de Loulé e da Federação Portuguesa de Ténis e acontece até dia 23 de outubro. Em singulares, domingo será sinónimo de jornada dupla com a realização das meias-finais e final.

Primeiras cabeças de série, Francisca Jorge e Matilde Jorge venceram as compatriotas Raquel Álvaro e Amália Suciu por 6-0 e 6-0 num encontro dos quartos de final atrasado devido ao mau tempo.

Depois, beneficiaram da desistência das adversárias seguintes, a sul-coreana Yeonwoo Ku e a sueca Caijsa Wilda Hennemann, e apuraram-se diretamente para a final, que disputarão com Pei-Chi Lee e Fang-Hsien Wu. Esta será a 10.ª decisão do ano para as vimaranenses enquanto parceiras (6-3, com o título mais recente a ser celebrado no The Campus Ladies Open da Quinta do Lago, há uma semana), elas que disputaram pela primeira vez uma final internacional lado a lado há exatamente um ano, no primeiro Loulé Ladies Open (vice-campeãs).

Tudo isto aconteceu na Vilamoura Tennis & Padel Academy, o palco que permitiu a realização de vários encontros após mais um dia de chuva na cidade de Loulé, e já depois da mais velha das duas irmãs vimaranenses ter sido afastada nos quartos de final de singulares.

Numa reedição do embate da semana passada, que venceu no The Campus, Francisca Jorge (321.ª classificada no ranking WTA) não conseguiu concretizar diversas oportunidades na primeira partida frente à francesa Tessah Andrianjafitrimo (231.ª e segunda cabeça de série) e perdeu por 7-6(5) e 6-2.

A melhor tenista portuguesa da atualidade liderou por 4-1, 5-3 com set point e ainda dispôs de uma vantagem de 5-2 no tie-break, mas não conseguiu agarrar-se às oportunidades e, já mentalmente desgastada, falhou a reentrada na discussão do encontro com o arranque da segunda partida.

Andrianjafitrimo vai defrontar nas meias-finais a ucraniana Katarina Zavatska (322.ª), que venceu a jovem sensação Mirra Andreeva (de apenas 15 anos e já número 420 mundial) por 6-2 e 6-4.

Na metade oposta do quadro, a primeira cabeça de série do torneio, Victoria Jimenez Kasintseva (152.ª WTA aos 17 anos e considerada uma das maiores promessas do circuito feminino), começou o dia a completar o encontro com a dinamarquesa Olga Helmi (6-1, 5-7 e 6-3) e terminou a dar a volta à sueca Caijsa Wilda Hennemann (1-6, 6-3 e 6-4). Já perto das 22 horas, juntou-se a ela a ex-top 60 Cagla Buyukakcay (atual 332.ª), que superou Jacqueline Cabaj Awad por 6-2, 3-6 e 7-6(4) e Eden Silva por 2-6, 6-3 e 6-3.

No domingo, que se espera ser o último dia deste segundo Loulé Ladies Open, a jornada arrancará às 11h30 com as duas meias-finais de singulares em simultâneo. Não antes das 13h30 terá lugar a final de pares que conta com a presença das irmãs Francisca Jorge e Matilde Jorge, enquanto a decisão de singulares não acontecerá antes das 16 horas.