Casa do Benfica, em Lagos, prepara “explosão” para os festejos do título nacional, mas presidente pede “juízo” aos adeptos, de forma a “não haver excessos nas ruas”

“Vão ficar alguns associados em convívio no restaurante”, situado na Rua de Ceuta, loja nº.1, por detrás da entrada principal do Hospital Terras do Infante, em Lagos.

José Manuel Oliveira

A poucas horas de celebrar a (mais do que provável) conquista do 38º. título de campeão nacional de futebol sénior masculino, no jogo frente ao (já despromovido) Santa Clara, dos Açores, neste sábado, dia 27 de Maio de 2023, o presidente da Direção da Casa do Benfica, em Lagos, Raul Barros, em declarações, ao ‘Litoralgarve’, diz que esta instituição “já tem algumas coisas” preparadas na sua sede, situada na Rua de Ceuta, loja nº. 1 (por detrás da entrada principal do Hospital Terras do Infante), onde “vão ficar alguns associados em convívio no restaurante”, não faltando, naturalmente, champanhe.

“Como  é  habitual,  haverá  festejos  na  ‘baixa’ da  cidade  de  Lagos”,  nomeadamente  na Avenida  dos  Descobrimentos  e  noutras artérias

“Na altura em que se confirme a conquista do título será a explosão e, em princípio, como é habitual, haverá festejos na ‘baixa’ da cidade de Lagos”, nomeadamente na Avenida dos Descobrimentos e noutras artérias, antecipou aquele dirigente da Casa do Benfica.

 “Juízo,  educação  e  respeito  são  muito importantes.  É  necessário  não   haver excessos   para   evitar  problemas, nomeadamente  ao   nível  do  trânsito”

Em tempo de festa, Raul Barros deixa, desde já, um apelo aos adeptos benfiquistas: “juízo, educação e respeito são muito importantes. É necessário não haver excessos para evitar problemas, nomeadamente ao nível do trânsito”. E insistiu: “pedir juízo é normal nestas situações.”

Mais Artigos