Aquisição de Terrenos para habitação Publica por parte da CMLagos

No dia 29 de abril, foi votada e aprovada, por larguíssima maioria, na Assembleia Municipal de Lagos, uma proposta da Câmara Municipal para a aquisição de dois grandes terrenos com capacidade edificativa, fator fundamental para a resposta à situação de carência habitacional que se vive no
concelho.
Referimos larguíssima maioria – e não unanimidade – porque, na Assembleia Municipal, o Chega foi a única força política a votar contra esta proposta, a qual representa um investimento autárquico de 9,4 milhões de euros e será a base e o alicerce da construção de mais de 600 fogos que irão contribuir para a
solução dos problemas habitacionais que afligem os lacobrigenses.
Esta decisão do Chega é, no mínimo, incompreensível, irresponsável e negligente, num cenário em que há uma necessidade urgente de construir e disponibilizar habitação pública destinada à nossa população, sobretudo a mais jovem.
Pelo contrário, o Partido Socialista congratula-se e saúda esta proposta do Executivo e a decisão da ampla maioria Democrática que a aprovou na Assembleia Municipal, porque é, sem sombra de dúvida, mais uma resposta do PS para um dos principais compromissos que apresentou nas últimas eleições autárquicas, ou seja, resolver os problemas habitacionais sentidos no concelho de Lagos.

Comissão Política Concelhia PS Lagos

Mais Artigos