Covid-19 – Neste ponto de situação semanal no Algarve, subiu para 6.724 o número de doentes agora infetados e desceu até 61 o de hospitalizações

São,   há    19   semanas   consecutivas,    os   concelhos    de    Loulé    e    Faro    que   continuam   com    mais       pessoas     atacadas    pelo    novo    coronavírus.  

Desta vez, foi no concelho de Loulé, com 1.123 casos ativos  (mais oito do que na passada semana, a 21/07/2022), onde se verificou maior número de doentes atingidos pela pandemia da Covid-19, como revela o relatório semanal nº. 29, da Comissão de Proteção Civil da Região do Algarve, divulgado na sexta-feira, dia 29 de Julho de 2022, aos órgãos de comunicação social.

Apresentando como fonte a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, na sequência de dados recolhidos até às 24h00 de 27 de Julho de 2022,  o concelho de  Faro  registou  1.112  casos ativos, o que corresponde a, apenas, menos três infetados, em termos oficiais.

Por seu turno, com  870  casos ativos  (mais 12),  o concelho de Albufeira surgiu, agora, no lugar do de Portimão, como o terceiro mais contaminado pela Covid-19 nesta região.

Alcoutim      permanece     como    o    concelho         menos    atingido     por     esta    pandemia

Assim, neste novo ponto de situação das autoridades de saúde do Algarve, os concelhos de Loulé e Faro mantêm-se como os mais infetados há 19 semanas consecutivas. Ou seja, mais de quatro meses. Isto, numa altura em que o concelho de Albufeira  (com mais dois casos ativos do que o de Portimão, segundo a Administração Regional de Saúde do Algarve) passou a ser o terceiro com maior número de contaminados no âmbito desta pandemia.

Entretanto, há quase três meses  o concelho de Alcoutim, nesta altura com  16  casos ativos  (menos  quatro face à semana passada), é onde existem menos  pessoas com o vírus no Algarve.

Pela     segunda    semana    consecutiva,   o   número     de    doentes    com   o   vírus     em    enfermarias     de    hospitais     da     região     algarvia     desceu,    agora    para    58,    ao    mesmo    tempo   que    continuam    dois     em    Unidades    de    Cuidados    Intensivos ,   além   de    um     ventilado,   o   que   significa     uma    descida   

A Situação Epidemiológica na Região, contendo  “dados até às  24:00  horas do dia  27  de Julho de  2022”,  indica que estavam internados  em  enfermarias  dos hospitais   58  doentes  (menos   três comparativamente à passada semana, a 21 de Julho de 2022), 2   em   Unidades  de  Cuidados  Intensivos   (sem   alteração)  e     1   ventilado    (há uma semana estavam dois).  Como tal, pela segunda semana consecutiva nesta fase baixou, agora de  65  para  61, o número de pessoas hospitalizadas no Algarve, com Covíd-19.    

Faleceram    sete    pessoas    com   Covid-19    no    Algarve   na   última    semana,   numa    altura    em    que     ascendeu   a   6.724    o   total    de    casos    ativos,    com     mais     36    contaminados.   E     1.385     conseguiram    recuperar         

Por outro lado, desta vez houve uma subida, embora ligeira, na região algarvia, do número de  casos ativos, ao chegar a  6.724, o que representa  mais  36  pessoas infetadas com o novo coronavírus. Recorde-se que foram registados menos 759  na semana anterior.

CASOS ATIVOS E RECUPERADOS POR CONCELHO NA REGIÃO DO ALGARVE – 27 DE JULHO DE 2022

Enquanto isso, surgiram  mais  1.385  pessoas curadas  da pandemia  (tinham sido 3.189 há uma semana), elevando, assim, a  215.678  o  cumulativo de casos recuperados no Algarve, desde o início da Covid-19 a  06  de Março de  2020.

Igualmente durante o período de mais uma semana ocorreram sete  mortes  (12  na semana anterior), pelo que a Administração Regional de Saúde do Algarve já contabilizou  891  óbitos desde  06 de Março de 2020, associados a este vírus  

Autoridades    de     saúde      indicaram    uma    subida     para      6.666    pessoas   retidas  no   Domicílio,    por    precaução,    e   582    em   Vigilância    Ativa,    o   que    equivale    a     uma    quebra

Ainda segundo este documento apresentado pela Comissão de Proteção Civil da Região do Algarve,  582  é, agora, o total de  pessoas  em  Vigilância Ativa  (menos  715), e  6.666  ficaram no Domicílio, por precaução, correspondendo a mais  39. 

Desde o início da pandemia, no dia 06 de Março de 2020, nesta região do sul do país as autoridades de saúde já consideraram como confirmados  223.293 casos de infeção, numa altura em que, pelo menos de acordo com os números conhecidos, a Covid-19 até dá sinais de abrandamento.

José Manuel Oliveira Paulo Silva

PUBLICIDADE