Deputados eleitos pelo PSD Algarve querem ouvir os responsáveis pelo CHUA e ABC no Parlamento

Os deputados do PSD eleitos pelo Algarve vão chamar à Comissão de Saúde os membros do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve e a direção Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve, conhecido como ABC – Algarve Biomedical Center, depois de terem tido conhecimento da quebra de confiança entre as duas instituições, que pode levar à extinção do ABC.

As divergências entre o CHUA e o ABC agudizaram-se nos últimos meses e, se nada for feito, pode estar em causa a continuidade do Mestrado Integrado em Medicina, lecionado na Universidade do Algarve, razão pela qual, aliás, o Algarve Biomedical Center foi criado, em 2016, por indicação do Ministério da Saúde e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Os deputados Luís Gomes, Rui Cristina e Ofélia Ramos pretendem ouvir, na Comissão de Saúde, os responsáveis das duas instituições de modo a obter os esclarecimentos necessários sobre o futuro do consórcio e o impacto que terá, para o Algarve e para o país, o seu eventual termo. Caso venham a manter-se as divergências entre o ABC e o CHUA, o fim do Mestrado Integrado em Medicina terá graves consequências na formação de novos médicos e na sua fixação no Algarve, já bastante penalizada pela falta de clínicos.

Os parlamentares lembram que o ABC tem contribuído, ao longo dos anos, para melhorar a prestação de cuidados de saúde na região e foi fundamental nos últimos dois anos de pandemia com ações de testagem e rastreio a nível nacional no âmbito da COVID-19.

PUBLICIDADE