Quarteira – Apreensão de 160 quilos de pescado e bivalves por comercialização sem condições de higiene

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) , através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Olhão, em colaboração com a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), no dia 29 de junho, apreendeu 160 quilos de pescado por comercialização sem estarem garantidas as condições de higiene, no acesso ao Porto de Pesca de Quarteira.


No âmbito de uma ação de fiscalização no acesso ao Porto de Pesca de Quarteira, com o objetivo de inspecionar as condições de comercialização de pescado fresco e bivalves fora de estabelecimentos, com especial enfoque na segurança alimentar, foram detetados 160 quilos de pescado a serem comercializados sem que estivessem garantidas as condições de higiene necessárias.
No decorrer da fiscalização foram verificados os requisitos de rastreabilidade, condições de temperatura de exposição dos produtos e o cumprimento dos tamanhos mínimos, tendo sido apreendidos 160 quilos de sardinha (Sardina pilchardus), carapau (Trachurus trachurus) e amêijoa-branca (Spisula solida).


Na sequência dessa ação foram identificados dois homens de 57 e 42 anos, e elaborados seis autos de contraordenação.


Todo o pescado apreendido, após inspeção higienossanitária por parte da autoridade veterinária, foi doado a uma instituição de solidariedade.


A GNR recorda que os produtos da pesca colocados no mercado, ou suscetíveis de o ser, devem estar adequadamente rotulados para assegurar a rastreabilidade de cada lote, bem como as condições de higiene para a sua exposição e comercialização do pescado devem ser asseguradas em conformidade com os regulamentos aprovados.

PUBLICIDADE