Recuperação da EN125 fora dos planos da Infraestruturas de Portugal

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Faro lamentam a ausência de planos para a requalificação da EN125, depois de terem sido tornadas públicas verbas superiores a 165 milhões de euros para vias centradas, sobretudo a norte do país. Ao todo são 17 obras levadas a cabo pela Infraestruturas de Portugal que mostram, uma vez mais, que o Governo não pretende apostar na requalificação desta via fundamental para o Algarve.

Anunciadas em 2008, as obras de requalificação da EN125 estão longe de ser uma realidade, deixando, assim, a população do Algarve à mercê de uma estrada degradada e que todos os anos regista vários milhares de acidentes.

Perante os factos, os deputados Luís Gomes, Rui Cristina e Ofélia Ramos lançam as seguintes questões ao Governo:

  • Pretende o Governo deixar cair a requalificação da EN125, contrariando a recomendação feita, em 2021, pela Assembleia da República?
  • Quantas mais vidas terão que se perder para que se avance com a requalificação da EN125 no troço entre Faro e Vila Real de Santo António?
  • Ficará o Algarve fora de qualquer investimento e de qualquer verba proveniente do Programa de Recuperação e Resiliência?

Além do abandono da EN125, fica agora ainda mais claro, que o Governo deixou cair o prolongamento da IC27, bem como a reabilitação da N268, entre Vila do Bispo e Aljezur, uma vez que nenhuma destas vias irá receber verbas da Infraestruturas de Portugal.

PUBLICIDADE