Câmara Municipal de Albufeira abriu vagas para 11 postos de trabalho

A Câmara Municipal de Albufeira abriu vagas para 11 postos de trabalho. O Município pretende contratar assistentes operacionais (m/f), para exercerem as funções de Asfaltador (3 vagas), Auxiliar de Serviços Gerais (5), Condutor de máquinas pesadas e veículos especiais (1) e de Leitor (2). O prazo para apresentação de candidaturas termina a 17 de junho, as quais devem ser formalizadas, preferencialmente, em suporte eletrónico.

Estão abertas candidaturas, até 17 de junho, para o preenchimento de 11 postos de trabalho no Município de Albufeira. A Câmara Municipal pretende contratar assistentes operacionais (m/f), para exercerem as funções de Asfaltador (3 vagas), Auxiliar de Serviços Gerais (5), Condutor de máquinas pesadas e veículos especiais (1) e de Leitor (2).

Os interessados em preencher estas vagas devem ter a escolaridade obrigatória e as candidaturas devem ser formalizadas, preferencialmente, em suporte eletrónico, através do preenchimento obrigatório do formulário de candidatura, disponível no site da autarquia (https://www.cm-albufeira.pt/ – selecionar a opção “Consultar” e a seguir “Recursos Humanos”), o qual, após o respetivo preenchimento e acompanhado dos restantes documentos exigíveis, deve ser enviado para o seguinte endereço eletrónico: procedimentosconcursais.rh@cm-albufeira.pt.

As candidaturas podem, ainda, ser feitas pessoalmente, durante as horas normais de expediente, devendo, para o efeito, ser feita marcação prévia através do telefone 289 570 720 ou do endereço eletrónico administracao.pessoal@cm-albufeira.pt. Há ainda a possibilidade de envio da documentação por correio registado para Câmara Municipal de Albufeira, Rua do Município, 8200-863 – Albufeira.

O prazo para apresentação de candidaturas termina a 17 de junho. O ordenado mensal oferecido é de 705,00 euros.

“À semelhança do setor privado, também o público está a passar por uma situação de falta de recursos humanos, justificado, creio, pela falta de atratividade da tabela salarial”, diz o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Rolo. Contudo, diz o autarca, ” este é também um meio que permite à Autarquia dar trabalho a quem precisa e, consequentemente, uma vida mais consentânea com as necessidades do ser humano em fase ativa”.

PUBLICIDADE